pkFora323 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 6

Fora

pk

Eu vou te contar porque os meus olhos já não sofrem tanto
Pois você merece, mais do que ninguém, saber o que me aconteceu
Eu hoje vi o sol de perto, e tão perto que a vista quase me escureceu
Não tinha nada de água e nem sombra de uma mágoa, este não sou eu...
Ouvi a tua boca linda dizer coisas que ainda não entendi
Estava mesmo acontecendo, era o meu amor morrendo e eu nem percebi...

Os teus gestos sinceros tenho certeza de que não posso imitar
E o teu sorriso, que não vai ser meu, já está dito, eu me limito a observar...
A tua intenção chamou minha atenção de um jeito que me fez compreender
que aquilo que você sente não é demente, simplesmente é diferente
e eu não tenho nada a ver...
Como é bom quando a gente se comunica,
pois aquilo que fica é melhor das impressões...
E acho até que simplifica,
Como é que uma simples dica evita tantas confusões...

Hoje a chuva parou e o ônibus passou na hora
Você estava mesmo me esperando,
E o porquê e o jeito e quando não mais interessa agora!

Eu vou te devolver a alegria que me destes sem saber
E vai ser de uma forma que só eu sei, de um jeito que não vais nem perceber
Se for chorar, vai ser sempre às escondidas e as perdidas lágrimas ninguém vai ver
E aquelas perguntas ardidas, nem sempre bem recebidas, eu não volto a te fazer
Se eu fosse de novo uma criança do tipo que nunca avança, o que eu diria agora?
Que esta noite eu gostei desta andança, mas aquela esperança eu deixei dormir pra fora!
Pra fora! Pra fora! No dia que a fantasia foi embora...
Nenhum momento evitei como este, agora... até a minha guitarra me ignora...
na hora em que qualquer nota colabora...

Músicas mais acessadas

Fotos (5)

Release

pk, canhoto, aprendeu com sua irmã a tocar violão como destro aos treze anos.
Três anos mais tarde, participou de seu primeiro festival na cidade de Araraquara, com Daniel Amaral, Marcelo Picolo e Marcus Vinicius Lima.
No ano seguinte os mesmos conseguiram a segunda colocação no FICO - Festival Interno do Colégio Objetivo local, que lhes rendeu a oportunidade de se apresentarem no Festival da Universidade de Ribeirão Preto.
Tocou nas bandas "O Gordo Subversivo e seus Magros Anêmicos", "Base Relativa" , "Escaravelho" e "Trem Partido".
Em 2007 passou a se dedicar à recuperação e gravação de seu trabalho de composição.
Nas canções aqui apresentadas, toca os instrumentos (violão, guitarra e baixo) e programa os instrumentos VST usados, além da voz.
Atualmente não toca em banda alguma…