Parnaso da modernidadeAlice entre trombas e baralhos1.894 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 9

Contrate

Marcelo Silva

(75) 8832-0442 | (75) 9137-3344

Alice entre trombas e baralhos

Marcelo Silva e Andi Sena

A paisagem da janela não está mais no quadro.
As paredes não servem de suporte para a escalada,
são apenas brancas...

No salão, o elefante joga -
joga cartas -
sob uma suave luz vermelha,
porém, pela porta, passa uma tromba,
uma tromba de cada vez.

Ontem foi dia o dia todo,
mas o sol cansou de se pôr.
Agora fica parado na posição do chá das cinco.
A lua não pára, foge de um rato
Que a acompanha em uma asa delta
No quarto escuro todas as cores formam o arco-íris,
No quarto claro, apenas sete.

O poeta, o palhaço e o mendigo
Saem do sanatório pra jogar com o elefante
Numa sala apertada, onde só não dói ser louco.

A cavalaria de cavalos-marinhos sobe as escadas
E flutua em bolhas de sabão
Até onde o céu encontra o mar.

Músicas mais acessadas

Fotos (9)

Release

A banda não se prende a estilos, não se roltula, mas é cheia de identidade, as distorções e ou as dissonantes aparecem quando o vigor poético da música exige.
Aos ouvidos quadrados de músicos tradicionais o som é tosco, mas ao ouvido de pessoas sensíveis é uma experiência musical interessante.