ParisAborto Espontâneo 11 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
cancelar

Seu comentário foi publicado. Visualizar

Iniciando música ~ em
    1 / 2

    Aborto Espontâneo

    Paris

    Por não parar respirar
    Agir com inspiração
    E não com a razão
    Caído ao chão
    Eu sou quem eu tenho
    Eu sou quem eu posso ter
    Sem saber
    Que ela foi vítima da globalização

    Ela é um aborto espontâneo
    Ela tem capitalismo cerebral
    Seu pai é insano

    Sente e tome chá com Stálin
    Fuja antes que o mundo pare
    Há um céu azul fora daqui
    Em qualquer lugar
    Inspirar antes de respirar por que

    Ela foi vítima da globalização
    Ela é um aborto espontâneo
    Ela tem capitalismo cerebral
    E nem chegou a ser humano

    Alguém me disse mais eu já sabia
    Que há flores que nascem
    E crescem depressa
    Embora outras sejam tardias e pecas...

    Músicas mais acessadas

    Fotos (9)

    Release

    ESPERAMOS QUE GOSTEM DAS NOSSAS EXPERIMENTAÇÕES!