OcsobEles Notam176 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
Iniciando música ~ em
    1 / 3

    Contrate

    thiago

    (24) 99972-2152 | (24) 3322-0344

    Eles Notam

    Ocsob

    Nasci onde eu não posso ver o mar
    O meu instinto de bandido que fez eu não me entregar
    Nos lugares onde eu ando sempre chego pra somar
    Pra conseguir o meu espaço sei que vou ter que batalhar

    Trabalhar! Nunca foi meu forte
    Sem trampar, aturar patrão vacilão de sorte
    Nasci de família pobre, das paredes sem reboque
    O abuso de autoridade me deixa em choque

    Vim da periferia, com muita rebeldia
    Porém com alegria, pois lá me sinto bem

    É lá que eu faço os corres, que eu tenho a minha honra
    Pedindo a proteção de Deus na minha ronda
    Tem que ter fé, horar e vigiar
    O mundo dá voltas e ele vai virar
    Quem me esnobou vai ter que pagar
    Por que um bom malandro é difícil de achar
    Eu sou do rap e represento isso!
    Eu fecho com a rataria, dos bucha eu ainda me vingo

    Eles Notam seu pisante , o seu possante
    Sua rotina, sua família sua gangue
    Chamam de traficante o favelado elegante
    Que porta os diamantes sem flagrante.

    Sem flagrante, descendo voado a ladeira
    Não recua sente a curva que adrena ta na veia
    É o rap que incendeia, o grave bate forte
    Meu irmão com Deus me guia pra eu não contar com a sorte

    Sem transporte com governo ineficaz
    Derrubando o sangue do meu povo já não aguento mais
    Tanta covardia, um dia eu prospero, de cabeça erguida
    Vou construindo o meu castelo.

    Não amarelo, a vida cobra sério
    Hoje eu sou rimador, não sou do poder paralelo
    Te juro... que eu não quero, faço um som e me liberto
    Represento os correria, pela selva de concreto

    Músicas mais acessadas

    Álbuns e Singles/EPs  (1)

    Fotos (2)

    Release

    sou integrante do Grupo Buero Rep
    do interior do Rio de Janeiro