NoveltaUm espelho97 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 6

Um espelho

Novelta

Eu queria um espelho lindo e puro como seu olhar,
Pra beleza desse tempo deixar a vida correr…
Mas a dor do norte é vil e é sorte ver,
Quando a morte cerca, acende a vela e crê,
Que vai chover!

Chove chuva, chove… faz crescer.
Molha a terra, ensopa pr’eu viver.
Chove chuva, chove… faz crescer.
Molha a terra, ensopa pr’eu viver.
(É sempre assim que o sol faz)

Quem não quer um lugar tranquilo e verde pra se viver?
Há quem chame um dia cinza de ‘tempo ruim’.
É a dor do norte, vil e é sorte ver,
Quando a fome aperta, acende a vela e crê,
Que vai chover!

Chove chuva, chove… faz crescer.
Molha a terra, ensopa pr’eu viver.
Chove chuva, chove… faz crescer.
Molha a terra, ensopa pr’eu viver.
(É sempre assim que o sol faz)

Músicas mais acessadas

Fotos (15)

Release

Novelta é um quarteto Stoner-Rock de Feira de Santana. A banda surgiu de algumas experiências de José Cordeiro Neto e Filipe Figueiredo se firmando com a entrada de Luciano Cotrim e posteriormente Wendell Fernandes. A idéia inicial era montar uma banda entre amigos, sem compromissos ou pressões, para que a sonoridade e o estilo fossem lapidados no ato das composições. Usando e abusando dos tons graves do de distorções saturadas como FUZZ, as bases fazem cama para letras que falam sobre o nordeste brasileiro, mas sem necessariamente ter discurso regionalista. As influências da banda são múltiplas, cada integrante trouxe consigo suas propostas e texturas que vão se mesclando em flertes com a música nordestina e o Stoner, um subgênero de Rock norte-americano.