Filhos dos Filhos

Pedro e Anderson

"Filhos dos Filhos, como o de vocês
Pensão em crescer, viver, plantar e colher"

Filhos sem amor, falam o que sente não são delinqüentes
Gritos de pavor, com o calar eminente, pobre inocente
Todos esse rancor cai de repente confunde a sua mente
Nem tudo acabou, a esperança recente depende da gente

- Livres da razão de viver ( 3x )
- Nem toda ajuda é em vão

Filhos sem amor, falam o que sente não são delinqüentes
Gritos de pavor, com o calar eminente, pobre inocente
Todos esse rancor cai de repente confunde a sua mente
Nem tudo acabou, a esperança recente depende da gente

- Livres da razão de viver ( 3x )
- Nem toda ajuda é em vão

Todo Porque, todo porque do sonho a perde ( 4x )

Não são delinqüentes, pobre inocente
A esperança recente, depende da gente

Músicas mais acessadas

Fotos (1)

Release

xxx