Mão de OnzeMariana2.298 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
cancelar

Seu comentário foi publicado. Visualizar

Iniciando música ~ em
    1 / 1

    Contrate

    Wendel Dias

    (24) 9989-2139

    Mariana

    Bhe Vieira

    Perca suas asas e vá rastejar bem longe do sol
    Tudo quanto pensa é nada quando diz
    E nunca é mais que um só:
    Um só você que quer girar
    Em torno do que você chama de dois
    Mas isso é três, é cinco, é dez
    E quantos mais tiverem sua vez

    Perdida entre os, sim, vivos
    O desfeito é que se fez
    Do desgaste do seu vício,
    Mariana, Mariana!

    Pare de antever futuros saudosistas do seu valor
    Curve-se ao estrago em nome do receio de toda essa dor
    Voltar do nada a infernizar
    A quem nunca mesmo pôde entender
    Que a verdade é só um vassalo
    Do medo e dissimulação!

    Só veio à tona sobrecarregada,
    Livrando um outro coração
    Da mágoa em você descarregada,
    Mariana, Mariana!

    Siga a sina de derrota:
    De nada melhor se faz revolta.
    Tenha só o autêntico do lado
    E um intelecto dos mais recalcados

    Veja tudo além e ainda mais longe,
    Sirva-se disso prá passar fome!

    Não seja fake,
    Não seja over,
    Que tal ser out?
    É o melhor prá se arranjar
    À sua autopiedade demente!
    Sua maneira destrutiva
    De querer ser diferente

    Não justifique a miséria com amor,
    Não santifique seus atos em prol de sua dor,
    Desmistifique a imagem dos anjos pro homem,
    Decodifique sua vida com seu próprio nome,
    Mariana, Mariana, Mariana

    Agora todos os mentirosos,
    Todos os iludidos,
    Todos estão sorrindo sem saber,
    Por não querer, ou por não poder,
    O quanto me fizeram odiar você!
    Mariana, Mariana

    Músicas mais acessadas

    Fotos (2)

    Clipes (1)

    Release

    Banda de Volta Redonda