Língua de TrapoTragédia Afrodisíaca4.034 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 6

Tragédia Afrodisíaca

Carlos Melo e Guca Domenico

Fui dar uns esbordeios no Bixiga
Ver se alguma rapariga
Se dispunha a um tête-à-tête
(meu sonho era uma chacrete)
Mas antes do amor ser consumado
Quis ter o estômago forrado
Pra evitar humilhação
Corri pruma cantina italiana
Pedi filé a parmegiana
Com catuaba, arroz e pão
(para surpresa do garção)
De quebra um prato de sopa bem morna
Vinte ovinhos de codorna
Tudo ao molho vinagrete
(para encarar o tête-à-tetê)
Comi mais do que um monge tibetano
A sobremesa foi tutano
Pra aumentar minha energia
Quando eu inda queixava-me da conta
Lá no hall de entrada aponta
Um monumento de guria
(cinco de frente, três de esguia)
Sem perda de um segundo abordei-a
Convidando-a pra ceia
E de pronto ela aceitou
Com tanta energia armazenada
Já passei-lhe uma cantada:
Vamos lá pro meu chatô
Eu moro num apê em Santo Amaro
O aluguel de lá é caro
Mas não tem elevador
(a escadaria é um suador)
Então
ela encarou-me e disse:
filho
Não existe empecilho
Que detenha-nos de amar
(mandei um táxi parar)
No interior de um táxi mirim
Eu resolvi, então, enfim,
Partir de cara pra ação
Depois de mordiscar a sua nuca
Vi que ela usava peruca
E que seu nome era João
(nas horas vagas, Conceição...)
Conceição, eu me lembro muito
bem,
Conceição, eu me lembro muito
bem...

Músicas mais acessadas

Fotos (12)

Release

O grupo foi formado em 1979, tendo como componentes: Laert Sarrumor (voz), Pituco (voz), Lizoel Costa (guitarra, violão e viola), Sérgio Gama (guitarra, bandolim, cavaquinho e voz), Luiz (baixo, violão e voz), Fernando Marconi (bateria e percussão) e Ademir Urbina (percussão e voz). Inicialmente, o nome do grupo era Laert Sarrumor & Os Cúmplices, mas passou a se chamar Língua de Trapo ainda em 1979, numa alusão à um verso de Ary Barroso na canção %u201CDá nela%u201D.
Seguia a linha humorística que também era vista no Premê, mas o humor do Língua de Trapo era mais ácido e, sua crítica, mais acirrada. Assumidamente influenciados pelos Mutantes, Joelho de Porco e pelo grupo inglês Monty Pithon, o grupo era iconoclasta por vocação, e sua crítica não perdoava ninguém: de Fernando ...

Continuar lendo>>