Contrate

CC

Igor Mangueira

Você não faz nada e ainda recebe um CC
Isso eu falo na cara por não dever nada a você

É que eu fiz um concurso pra ser servidor
Era bom o discurso que me empregou
900 reais mais um vale transporte
Estudei por demais, tive um pouco de sorte
Mas tão logo eu entrei já vi não prestou
É que tem gente aqui dentro que nunca ralou
Vive uma vida mansa, ganha sem trabalhar
Não tem nenhuma vergonha de se aproveitar

Essa é mais uma causa do desemprego
Enquanto isso durar eu não tenho sossego
O povo morre de fome pela injustiça
E você dorme tranquilo na sua preguiça
Sei que seria demais apelar para ética
Essa palavra inexiste na nossa política
Agora eu sei pronde vai o dinheiro do imposto
De dentro dos cofres públicos vai para o seu bolso

Músicas mais acessadas

Fotos (14)

Clipes (5)

Release

Um violão na mão e uma idéia na cabeça. O lema adaptado do cinema-novo serve para apresentar o cantor e compositor Igor Mangueira. Natural de Aracaju, Igor se auto-denomina um extra-artista-terrestre numa provocação à alcunha “artista da terra” que costumeiramente é usada pela imprensa e sociedade quando se refere aos artistas locais. Mas Igor completa sua caracterização dizendo ser do planeta Aracaju, numa alusão à uma música do folclore sergipano que fala “minha terra é Sergipe”.

A contradição no seu trabalho começa logo na frase de apresentação e não termina mais. Não é possível rotulá-lo. Passeando por diversos estilos, Igor gosta da música popular brasileira em suas diversas formas e sempre aberta ao que vem do resto do mundo. Igor costuma dizer que seu estilo é punk-pós-tropicalista. Punk, pela simplicidade ...

Continuar lendo>>