IankeSuperação (MINHA HISTÓRIA)4.970 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 6

Contrate

Gui Ianke

(11) 97761-2281 | (11) 2992-6300

Superação (MINHA HISTÓRIA)

Gui Ianke

Essa história é real mas quase ninguém conhece
Não há lugar melhor pra contar, do que dentro de um rap
Vou me mantendo no flow, com as rima verdadeira
Se segura pra quando ouvir cê não cair da cadeira

Primeiro vou voltar, 13 primaveras
O menino de 7 anos, não sabe o que lhe espera
Crescer ofuscado com a infância afetada
Antes gerava revolta mas hoje, nem pega nada.

Por mais que eu tente falar não da pra explicar
Tudo que começou, com uma dor muscular
Achei que era coisa boba, tentei não demonstrar
Em poucos dias meu parceiro, eu tava sem andar

Foi inacreditável a velô do bagulho
Ficava vegetando, quando batia o surto
Vi o inferno de perto, e a coisa se estica
Vivi minha infância na porra do hospital das clinicas

Por longos 4 anos pude perceber minha história perdida
Mas não me convenceu
Sabe aquele menino que tinha só mais 6 meses de vida?
Pois é, sou eu.

Eu mesmo vacilão, não é assim que me derruba
Qual é meu ponto fraco? nenhum, desculpa
Fiz todos os exames, mas foi muito alem disso
Pedaços dos meus músculos, foram pros estados unidos

E mesmo assim que porra é essa ninguém fala
O doutor então pediu, pra eu sair da sala
Minha mãe saiu de lá, com lágrimas no olhar
E quando eu perguntei ela não quis falar

Minha mãe uma rainha, por toda eternidade
Conversando com alguém, revelou a verdade
Do outro lado da parede, eu pude ouvir sem sorte
Ele afirmou que a doença, me levaria a morte

Porra, como eu queria não ta lá
Morreu ali a esperança, de ainda me curar
O chão desabou, mas eu prefiro não correr
Se a morte era fato não tinha mais nada a perder

Por longos 4 anos pude perceber minha história perdida
Mas não me convenceu
Sabe aquele menino que tinha só mais 6 meses de vida?
Pois é, sou eu.

Quando não tinha pra onde correr, eu decidi viver
Se a morte quer mesmo vim, deixa acontecer
Não mais me entristecer, nem deixar sentir dó
Ou a doença me mata, ou ela vira pó

Fiz tudo que o doutor mandou não fazer
Só adiantaria o relógio, de qualquer forma ia morrer
Doía o corpo todo, no fim do dia era foda
Mas nunca mais eu me sentei na cadeira de roda

Desde então, ninguém disse que eu tô curado
Mas eu digo que tô, quem me prova o contrário?
Já to com 20, casei e tenho uma família linda
E o filho da puta do médico mordeu a língua

Ninguém acredita, que a morte realmente afronte
E quando a vi de perto, olhei pro horizonte
Pensei no meu futuro, coisas boas tenho um monte
Conhece superação? prazer eu sou a fonte!

Por longos 4 anos pude perceber minha história perdida
Mas não me convenceu
Sabe aquele menino que tinha só mais 6 meses de vida?
Pois é, sou eu.

Por longos 4 anos pude perceber minha história perdida
Mas não me convenceu
Sabe aquele menino que tinha só mais 6 meses de vida?
Quem salvou, foi deus!

Músicas mais acessadas

Fotos (6)

Clipes (2)

Release

Bem vindos!!

Este PALCOMP3 compartilha com vocês um RAP da mais alta qualidade, composições de Gui Ianke. Com influências como: Emicida, Rashid, Projota, Edi Rock e muitos outros do rap nacional, diretamente de São Paulo - ZONA NORTE! Tendo algumas músicas gravadas, logo lançará a primeira demo com o nome de "PONTAPÉ INICIAL" onde as letras tem como principal tema não desistir de um sonho, o valor que a favela tem e uma das letras fala sobre a sua história um tanto quanto triste. Escutem e tenho certeza que irão gostar, letras que provam que o RAP nacional está mais vivo do que nunca.

Youtube