Flor do PastoLamento rasta2.474 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 10

Lamento rasta

Flor do Pasto

Como é que eu faço pra solucionar
Essa angústia que me toma por inteiro
O mais difícil é depositar
A fé no que se julga não ser desespero

Sem condições de comprar
A moda agora é piratear
Sem condições de vencer
Dispostos a matar e roubar

Eu queria muito fazer agora
Uma canção que falasse de amor e de paz
Eu queria muito cantar agora
A praia, o Bob Marley e o "I and I"
Cantar o amor entre os povos sim
O fim da hipocrisia, o amor verdadeiro e dizer,
Dizer ao povo: chegaram ao fim
As violências que eu vejo o dia inteiro

Quando as pessoas esquecem tudo
Quando os motores rodam sem saber por quê
Eu procuro explicação pro absurdo
Desvirtuando a alienação de um poder

Enquanto os preços esmagam os salários
E os astros multiplicam seus centavos
O desemprego dói na dignidade
Subverte a noção de certo e errado

Músicas mais acessadas

Fotos (6)

Release

A Flor do Pasto, formada há 6 anos na cidade de Juiz de Fora / MG por então estudantes da UFJF, insere-se no cenário reggae da cidade. Seu grande objetivo é autoral; investe, nas composições e prática de banda, em idéias de caráter filosófico-social, típicas de um estilo musical como o reggae e que refletem a formação educacional dos integrantes.

As letras das músicas apresentam propostas claras de conscientização social e de superação de obstáculos existenciais, valorizando aspectos positivos da vida.
A sonoridade também pretende ser autoral e artisticamente criativa, combinando as influências diversas que existem dado o ecletismo da formação dos músicos, advindo este das várias experiências musicais que já tiveram. O reggae é a base, mas há notáveis combinações com o blues e o rock.

A Flor do Pasto ...

Continuar lendo>>