Daniel PradoMística631 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
Iniciando música ~ em
    1 / 6

    Mística

    Daniel Prado

    Longe dos prédios como no quintal
    Da mãe natureza a clareza do sal
    Longe de um mundo repleto de dor
    A minha semente virando uma flor
    Do oriente o segredo astral
    Dos ministérios a fome e o mal
    Dentro de ti que ainda resta uma dor
    A tua semente virando uma flor
    Por trás do silêncio sempre há um pensamento
    E o momento em que o mesmo se desfaz
    Sei que o tempo consome, mas também consente
    No presente o passado se refaz
    O quanto lento o vento me traz
    Os quatro segredos dos meus ancestrais
    Dentro desses corpos tem sempre uma dor
    As suas semntes virando uma flor
    E qual elemento nos deve agradar
    A terra, o fogo a água ou o ar
    Se no nosso peito tem sempre uma dor
    Nosso coração está virando uma flor
    A minha semente virou um flor
    A tua semente já é uma flor
    As suas sementes viraram uma flor
    Nosso coração já virara uma flor
    Longe dos prédios
    Do oriente
    O quanto lento
    E qual elemento?

    Músicas mais acessadas

    Fotos (1)

    Release

    Daniel Prado é percussionista, violonista, cantor e compositor. Gravou todos os instrumentos e bolou todos os arranjos em algumas dessas gravações (O Velho Xamã, Juliana, À Mãe Natureza. O cara tem mais de setenta composições, feitas em menos de dez anos, venceu pelo menos duas etapas do Festival de Música de Porto Alegre e teve composições selecionadas em quase todas as edições (2000, 2001, 2002, 2004, 2005).
    O mais impressionante de tudo isso é que praticamente todas as suas músicas são conhecidas apenas por seus amigos mais chegados, e, algumas, nem por estes.
    Aqui estão algumas das composições gravadas desde 1999, algumas caseiras, outras ao vivo no estúdio.




    Fabiano Dian