Canções de Assassinato

Ivan Halfon / Marcello Stancati

Sem nenhuma educação
Nós violentamente secaremos
Seus estoques do porão

Então tire seu chapéu
Vamos botar uma maçã na sua cabeça
Pra brincarmos de guilherme tell

E no terceiro ato
Nós levantamos nossas taças
E brindamos com canções de assassinato

Então podem afiar as facas
E rufar os tambores
Peguem os traidores
E atirem ao mar

Porque cabeças vão rolar!

Mas sem nenhuma educação
Nos arrastaram antes mesmo
De secarmos seus estoques do porão

E confessou o réu
Que nós botamos uma maçã na sua cabeça
Pra brincarmos de guilherme tell

Preso feito um rato
Passo dez anos numa cela fria
A escrever canções de assassinato

Músicas mais acessadas

Fotos (16)

Clipes (1)

Release

Confraria da Costa, firme e forte nas raízes do tradicional rock n´roll do século XVI.

O rock pirata vem passando de navio em navio, geração após geração, desde 1572 (setentista!).

Não se sabe exatamente em qual costa o moviento começou, mas há relatos de representantes da Confraria em Curitiba, Paraná (apesar da ausência total de costa).

Graças aos novos adventos da tecnologia, algumas músicas puderam ser passadas para o formato de cd, que foi lançado em 2010.

Manda a tradição que o som deve ser sempre acompanhado de rum.

"Seu som celebra as aventuras e desventuras do mar, do convés aos porões dos navios piratas bêbados, fazem das canções um motivo de alegria, uma festa de bombordo a estibordo, da proa à popa. (…) Contém altas doses de rum ...

Continuar lendo>>