eletrifique

oswaldo pacheco

Eu vou pedir que a chuva caia
Em uma praia distante daqui
Eu vou queimar minha pele branca
Até que fique negra da cor de zumbi
Vou me jogar nesse céu cinzento
Nesse momento pra mim tanto faz
Eu vou fazer sua a minha cama
Me atirar na lama sem olhar pra trás

Ouça a minha voz o meu palpite preste atenção
Viva no limite eletrifique
Ouça a minha voz o meu palpite mude a direção
Viva no limite eletrifique

Eu vou xingar todos esses tolos
Que cheiram loucos ao nosso redor
Vou deslizar pelas suas curvas
E os seus atalhos conhecer de cor
Vou mergulhar numa nova era
Quem dera ter tudo que a gente quer
Poder brindar com muito champanhe
Então me acompanhe se você puder

Músicas mais acessadas

Fotos (8)

Clipes (24)

Release

A banda curitibana Circo Voador teve início no ano de 1999. Naquela época, o repertório do quarteto era baseado em clássicos do Rock Nacional dos anos 80, o BRock: Paralamas, Titãs, Ultraje, Legião, Barão, Ira!, entre outros foram as grandes influências do grupo.

Pouco tempo depois, com a adição de um novo guitarrista, o Circo passou a ser um quinteto e ganhou uma nova sonoridade. Novos caminhos se abriram, incluindo o autoral, e a banda começou a ganhar destaque, refletindo em apresentações nas principais casas de shows do Paraná e Santa Catarina.

Em 2005 a banda lançou o primeiro disco autoral, Circo Voador, pelo selo gaúcho antídoto. Nesta etapa a banda também ganhou destaque em sites nacionais - como o msn.com, indicação “Melhor Vocalista Rock” no Prêmio Saul Trumpet da ...

Continuar lendo>>