WaldonysO Sonho de Ícaro77.282 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 73

Contrate

W.E Produções Artísticas

(85) 9997-0096 | (85) 3283-3005

Ponta de Faca

Alceu Maia/Breno Luca Maia/Arlindo Cruz/Arlindo Neto

Eu queria saber o que faço pra agradar o mundo,
Se é preciso da murro em ponta de faca ou não,
Se não devo parar os meus passos na beira do abismo,
Para ver uma estátua na praça ele era tão bom,
Não queria saber dessa dor que eu sinto por ela,
Porque sei que ela vive enganada nos braços de alguém,
Quem me ver e nem pensa que um dia pulei a janela,
E andei apressado pensando que logo ele vem.

Da vida não levo nada,
Do jeito que a vida vem,
Depois de fechar os olhos ninguém era ninguém. (2x)

Se me vejo parado pensando nas coisas do mundo,
Eu as vezes duvido que o povo tem a voz de deus,
É que o homem se sente mais realizado,
Ao invés de dizer parabens ele fala cuidado.

Da vida não levo nada,
Do jeito que a vida vem,
Depois de fechar os olhos ninguém era ninguém. (2x)

Músicas mais acessadas

Fotos (28)

Release

Em 1983, quando no Brasil só o que se escutava era o rock brasileiro, em Fortaleza-CE, um menino de então 11 anos se interessou por um instrumento pouco popular à época ? a sanfona, esse menino era Waldonys.
Aos 14 anos, depois de assistir a um show do mestre Dominguinhos, conseguiu furar o bloqueio de segurança e se apresentar a ele. Daí começou uma grande amizade musical. Dominguinhos apresentou à Waldonys o Rei do Baião:
?Seu Luiz (Gonzaga) tinha uma preocupação com a extinção da sanfona, e quando soube que havia um garotinho no Ceará que estava tocando, fez questão de me conhecer e me levar para São Paulo, onde com 15 anos gravei com ele a música Fruta Madura, no disco Aí tem (RCA)? (Waldonys). E daí começou sua vida ...

Continuar lendo>>