Velho MilongueiroSe vai dirigir não beba18.262 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 5

Por causa dela

Velho Milongueiro

Foi por causa dela que andei fazendo o que não devia
Foi por causa dela que andei saindo fora do ar
Foi por causa dela que andei bebendo mais da quantia
Foi por causa dela que andei querendo até me matar
Foi por causa dela que andei faltando com os compromissos
Foi por causa dela que andei jogando dinheiro fora
Foi por causa dela que cheguei tarde no meu serviço
Foi por causa dela que o meu patrão me mandou embora

Por ela fiz tanta coisa que não devia
Fumei cigarro, cai no barro, bebi por cem
Mas nem por isso eu admito que falem dela
Vou ficar com ela porque sem ela não sou ninguém


Foi por causa dela que hoje não fumo e não bebo mais
Porque percebi que se continuasse eu a perderia
Foi por causa dela que decidi ser um bom rapaz
E me falta pouco pra eu ser do jeito que ela queria
E quando os amigos que nos rodeiam vem perguntar
Por qual o motivo que resolvi mudar tanto assim
Eu não me envergonho, e logo respondo que foi por ela
E que foi com ela que eu aprendi a gostar de mim

Músicas mais acessadas

Fotos (1)

Release

Nascido na cidade de Tapes dia 04 de agosto de 1939 batizado de Arlindo Silva dos santos, adotou o nome artistico de Velho Milongueiro.
Seu primeiro trabalho em disco foi com a dupla Minuano e Milongueiro,mais tarde formou Os Milongueiros com Flavio Mattes e Zé Duarte com o disco Saudades da Querência.
Com a saida de Flavio Mattes, a nova formação ficou Milongueiro,Leonir e Zé Duarte.
Varios discos foram gravados, entre eles: Na Estrada do Sucesso,10 Anos de Sucesso
E Seus Cavalos de Aço.
Em 1980 partiu para a carreira solo como Velho Milongueiro, tendo como destaques deste trabalho as musicas: Tô Ficando Velho Tô Ficando Fraco,Tanto a Pé Como a Cavalo e Aventuras de CoLó,etc..
Com musicas gravadas por varios artistas de renome como ...

Continuar lendo>>