Usina LunarÉ Virtual564 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 11

Contrate

Usineiros Lunáticos Produções

(31) 3213-6502 | (31) 8850-4657

É Virtual

Oldair Da Silveira

E vão passando os dias, os segundo, horas.
Depois são os minutos que não querem mais voltar.
Tô off-Line, tô por fora desse tema.
Alienado, desligado eu tô fora do esquema...
São Gigabits, infinito é o problema.
Pequenas coisas que conectam se ao sistema.
Informações cruzadas raptadas um dilema...
Inconexo e tão longe da verdade
Que se perde na mais falsa e corrompida das mentiras cibernéticas. E o que se pode dizer dessa nova realidade Platônica que desvirtua o real e nos torna escravos, Prisioneiro do impessoal de ser você sem truques.

Satélites interligados, cabo USB.
Pornografias, softwares que imitam você.
Tem mouse óptico, tem tela de LCD
Mil maravilhas planejadas todas pra você.
É virtual, é virtual...
É virtual meu irmão
E no final de tudo veremos que não eram cabos o que queríamos, era somente estar aqui, e fazer algo de legítimo valor para o que realmente nós somos Humanos, meros humanos.
Satélites interligados, cabo USB.
Pornografias, softwares que imitam você.
Tem mouse óptico, tem tela de LCD
Mil maravilhas planejadas todas pra você
Como dói viver assim Fakes de nós mesmos...
Mil maravilhas só quem não é São Tomé pra crer.

Músicas mais acessadas

Fotos (27)

Clipes (1)

Release

A Banda Belorizontina, Usina Lunar, tem como meta a interação entre as pessoas que gostam da boa música pensante e tem a mesma como válvula de escape… Seus integrantes, Oldair Da Silveira (vocal - Violão), Ronaldo Rodrigues (Bateria- backvocal), Everton Souza (Guitarra - Backing vocal) e Filipe Lacerda (Contra-Baixo), juntaram-se no intuito de fazer música para a música e não para rótulos ou tão pouco falsas bandeiras. Sabem que a estrada para o sucesso é uma via não pavimentada. Carece também de sinalização e iluminação. Botinas nos pés, uma bússola, uma lanterna e um guarda chuvas nas mãos e porque não um Velho Del Rey, são poucos aqueles dotados da capacidade de se embrenhar por um terreno árido, pisar nas pedras, queimar a face no calor do sol, acelerar a 120km e ...

Continuar lendo>>