Contrate

Saudade Boiadeira

Campos Sales e Pedro Ornellas

É manhã e a primavera acende flores nos barrancos
mesmo o sol fica mais branco nos floridos cafezais
e este velho boiadeiro um poeta das estradas
lembra então sua boiada, coisas que não voltam mais
A saudade machucando, alma, peito e coração,
traz de volta a solidão das eternas madrugadas
e o peão de boiadeiro já vencido pela idade
vai no lombo da saudade campear sua boiada

Ê, ê, ê, ê, ê saudade, saudade da boiada,
saudade da pousada, saudade do sertão
Ê, ê, ê, ê, ê saudade, saudade boiadeira,
saudade companheira da minha solidão.

Nas estradas do meu peito a saudade boiadeira
se juntou à companheira e velha amiga Solidão
e vão juntas campeando tantas mágoas que a vida
foi deixando escondidas dentro do meu coração
Então lembro Mariana, olhos negros, traiçoeiros,
a paixão do boiadeiro que tanto me fez penar
a novilha fugitiva mais arisca da manada
que perdi numa ribada e jamais pude encontrar.

Ê, ê, ê, ê, ê saudade, saudade da boiada,
saudade da pousada, saudade do sertão
Ê, ê, ê, ê, ê saudade, saudade boiadeira,
saudade companheira da minha solidão.

Músicas mais acessadas

Fotos (24)

Clipes (13)

Release

Dois poetas consagrados e autores de centenas de músicas
unem suas vozes para resgatar a verdadeira música caipira.

Campos Sales:Pioneiro de rádio e televisão, atuou ao lado
de grandes nomes como Luiz Gonzaga, Tonico e Tinoco,
José Fortuna, João Pacífico e tantos outros.

Pedro Ornellas: Dezenas de músicas gravadas por
intérpretes como Dino Franco e Mouraí, Pedro Bento e
Zé da Estrada, Celita, Trio Carga Pesada, etc.

Ambos têm centenas de premiações em concursos de
trovas em todo o Brasil e exterior.
.
"Música de verdade têm que ter conteúdo, sentimento,
mensagem… tem que ter começo, meio e fim"