Tribo da PeriferiaImprevisível - Tribo da Periferia3.641.726 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
cancelar

Seu comentário foi publicado. Visualizar

Iniciando música ~ em
    1 / 98

    Contrate

    Tribo da Periferia - Carro de Malandro

    Tribo da Periferia

    Carro de malandro
    Carro de malandro
    Carro de malandro
    Intima quando vira a quina

    Carro de malandro, versão full, tela os bruto
    Intima de com força aí que os bico fica mudo
    Nós lá de bonezão, mó xaveco no subúrbio
    Muriçoca tá bolado e quando vira a quina é susto
    Dez horas da noite, diplomata na rua
    Neon no painel, talismã no porta-luvas
    Na taça um Cointreau, pelo amor, na moral
    Nos bazuca o rap grita e as piriga paga um pau
    Vê que nem expresso, underground, arrisque
    Boyzinho da classe nobre, lá de Civic e whisky
    Nós tem seis boca, tem Chevette astucioso
    Aqui é carro de malandro, Caravan cabuloso
    Na rua é o comboio em ritmo febroso
    Sobe e desce no morro e os polícia de bozo
    Um bico na BR, pois da blitz nós não passa
    O doca tá em cima, liga o som que não dá nada

    Carro de malandro
    Carro de malandro
    Carro de malandro
    Intima quando vira a quina

    Carro de malandro intima quando vira a quina
    Indubitavelmente pelas ruas da perifa
    Os marafa acende um beck, na quadra rola um rap
    De porta-mala aberto anima o racha dos moleque
    Firmeza aí, ó, nos beco só dá nós
    Na quina do sigilo é só apagar os faróis
    Disposição de sobra quem vê na madruga corre
    Em toca de aranha muriçoca não dorme
    Em carro de malandro comédia não tem carona, no trajeto
    Da quilombo DF até minha goma,sempre esperto
    No meio dos polícia nós disfarça, só no sapatinho, pá, fazendo graça
    Camufla com a mina no banco carona é mato
    Na porta do colégio quem tá no corre tá ligado
    Febroso assim como o pôr-do-sol avermelhado
    É que nem os olhos de Bob na balada de sábado
    Farol desligou, parou, abriu as quatro
    O polícia a paisana, no boteco grilado
    Também quatro vagabundo cabuloso, ó as prata
    Malandro é malandro e quem não vinga desembaça

    Carro de malandro
    Carro de malandro
    Carro de malandro
    Intima quando vira a quina

    Bote dos bruxo, na madruga nós trincou
    Passou batido quando o polícia gritou
    Ali é carro de malandro, pega, pega, ó lá, quem é?
    Mas através do fumê nem dá pra vê os boné
    Pega, pega o seis boca na BR quero é ver
    Passa é mal, paga um pau, quando o motorzão tremer
    Dá nada, dez minuto da quebrada tamo em casa
    Para no beijo na boca e desce uma gelada
    Só na adrenalina, quem é, os cu corre
    Nós tamo aí, amanhã mais um porre
    Só de rolê, paga um pau se não correr
    De boinha é claro, tô ligado que o bom é viver
    Não fiz por mal, passa a bola, que já era
    Intima quando vira a quina é só carro de favela

    Carro de malandro
    Carro de malandro
    Carro de malandro
    Intima quando vira a quina

    Músicas mais acessadas

    Clipes (23)

    Release

    O grupo brasiliense Tribo da Periferia ou simplesmente TRIBO, para seus milhões de
    fãs por todo território nacional, foi fundado no início de 1998 por seu vocalista Duckjay.
    Nascido em Planaltina (DF), o grupo é reconhecido por todo o Brasil e se destaca pela
    inovação e criatividade em suas composições.

    Duckjay (Luiz Fernando da Silva), criador da Tribo, é brasiliense, além de
    cantor, é autor e produtor musical de suas músicas. Duckjay começou a compor ainda
    muito jovem e hoje, em parceria com seu amigo Look, também cantor e compositor,
    formam a Tribo.

    Em seus 20 anos de sucesso o grupo Tribo é considerado como um dos percussores
    do rap nacional, conta com mais de Dois milhões de inscritos em seu canal oficial,
    suas musicas, com letras que falam de ...

    Continuar lendo>>