Tribo da PeriferiaViver Sem Segredo261.289 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
cancelar

Seu comentário foi publicado. Visualizar

Iniciando música ~ em
    1 / 99

    Falhas

    Tribo da Periferia

    He! Onde é que eu tava se aqui na arena de cada um por si
    Mundo de quem tem Visa e Golf GTI
    Que peso leva o meu vulgo de bicicleta e revólver
    Valor de quem corre 4,5 MM9
    Onde cê tá? Perfil de impossível luxo
    Nem respeito você tem, Adidas e Mizuno sujo
    Então... levanta a cabeça, ninguém tá aí pro seu choro
    Dinheiro de traficante, tio, é foliado a ouro
    E é de proposito só pra ver se tu num depósito
    De Fubu, de Rebook nunca foi lógico
    Vida ciumenta pra semente tem mil
    Que vê cifrão na sua mão é Perfedé, Percivil
    Onde cê viu mostrar fuzil no meio dos capa, navalha
    Eu nunca vi o crime admitir falha

    No morro vivo nunca vi o crime admitir falha, é 2 pras 10 na rua
    O erro de um requer navalha
    Eu nunca vi admitir, eu nunca vi admitir, eu nunca vi admitir
    O crime admitir falha!

    No morro vivo nunca vi o crime admitir falha, é 2 pras 10 na rua
    O erro de um requer navalha
    Eu nunca vi admitir, eu nunca vi admitir, eu nunca vi admitir
    O crime admitir falha!

    Quem foi que disse que a vida sempre me deu flores?
    Trago sequelas de um passado, derrotas e dores
    Estou condenado pelos olhos do inimigo que traz a balança
    Mas nem por isso eu perco as esperanças
    Talvez o ódio me trouxe um raciocínio perverso
    Ou foi a vida sofrida, rimando sangue e conversa
    Aí então me pergunto por que os opostos se atraem
    Se tudo o que eu quero é paz?
    A ilusão não me domina, a pose não me traz orgulho
    Só vejo homens, poços de entulhos
    Tá cirquitando, tu não tem mais uma ideia clara
    Se admirando com o coração podre, sem cara
    Situações esquisitas que fazem de um homem um covarde
    Enquanto isso, eu vou trilhando a verdade
    A guerra só fortalece e traz à tona os guerreiros de fé
    Com a mente sã te põe de pé
    A gente sabe que erros são passos dados pra trás
    Permanece o mesmo, você não sabe o que faz
    Esquece das origens, se perde na loucura
    Se torna um covarde e esquece a vida dura
    Os pensamentos de um homem, seguem em rumos opostos
    Tô aprendendo aos poucos fazendo aquilo que gosto
    Sem desfazer ou pisar em ninguém, ou do pilantra ser tipo um refém
    Tudo nessa vida que vem pelo acaso
    Foi dado por deus ou dado pelo diabo
    Crocodilagem é uma ponte sem rumo e sem direção
    Mas será sua decisão?

    No morro vivo nunca vi o crime admitir falha, é 2 pras 10 na rua
    O erro de um requer navalha
    Eu nunca vi admitir, eu nunca vi admitir, eu nunca vi admitir
    O crime admitir falha!

    No morro vivo nunca vi o crime admitir falha, é 2 pras 10 na rua
    O erro de um requer navalha
    Eu nunca vi admitir, eu nunca vi admitir, eu nunca vi admitir
    O crime admitir falha!

    No morro quem é nego
    É o mesmo que põe valor
    O crime mostra a cara mesmo se for por amor
    Vagabundo me ligou, oh!
    Pelo certo onde for, oh!
    Se comédia cirquitou, o crime não admite falhas
    Mesmo que quebra a muralha
    Nego de toca na cara
    O loco catia marra
    Medo que quem tem, não fala
    Nem vou dar sorte nem nada, quem é que comanda a área?
    Vacilou, chicote estrala, vagabundo não dá pala
    Nego quem deve faz sentir a dor
    Atribulado, estriguinador, os menor já cobrou
    No gueto, sangue bom, nóis tem que sabe viver
    No crime só se fu... Prefira não se envolver

    No morro vivo nunca vi o crime admitir falha, é 2 pras 10 na rua
    O erro de um requer navalha
    Eu nunca vi admitir, eu nunca vi admitir, eu nunca vi admitir
    O crime admitir falha!

    No morro vivo nunca vi o crime admitir falha, é 2 pras 10 na rua
    O erro de um requer navalha
    Eu nunca vi admitir, eu nunca vi admitir, eu nunca vi admitir
    O crime admitir falha!

    Músicas mais acessadas

    Álbuns e Singles/EPs  (5)

    Fotos (4)

    Clipes (24)

    Release

    O grupo brasiliense Tribo da Periferia ou simplesmente TRIBO, para seus milhões de
    fãs por todo território nacional, foi fundado no início de 1998 por seu vocalista Duckjay.
    Nascido em Planaltina (DF), o grupo é reconhecido por todo o Brasil e se destaca pela
    inovação e criatividade em suas composições.

    Duckjay (Luiz Fernando da Silva), criador da Tribo, é brasiliense, além de
    cantor, é autor e produtor musical de suas músicas. Duckjay começou a compor ainda
    muito jovem e hoje, em parceria com seu amigo Look, também cantor e compositor,
    formam a Tribo.

    Em seus 20 anos de sucesso o grupo Tribo é considerado como um dos percussores
    do rap nacional, conta com mais de Dois milhões de inscritos em seu canal oficial,
    suas musicas, com letras que falam de ...

    Continuar lendo>>