Redenção

Tom Drummond

Vai... Me escapa entre as mãos
Me perde sem querer
Implora o meu perdão
Como se quisesse tê-lo
E assanhando meu cabelo
Justifica redenção
Pondo fim a minha paz
Que bem sabe o que é sofrer
Por capricho de um rapaz
É que eu devo me perder
Os desejos tão ardentes
Os detalhes indecentes
Eu não sei mais me entender
Não demora nem regressa
Que os romances só têm pressa
Pra se desfazer
Vou vivendo de lembranças
E morrendo de saudades de você

Vai... Não faz tanto sermão,
Nem vá se contra-dizer
Já tem minha atenção
E já sabe que você
Vai ser sempre ilusão
Vai ser sempre bem querer
Não imponha uma conclusão
Deixa o silêncio me entreter
Não preciso de razão
E nem ela quer te ter
Não se faz de arrependido
De mocinho ou de bandido
Soa tudo clichê,
Só lhe resta esse sorriso
O cenário e o cinismo
Que lhe cai bem
Não sei porque
Vou vivendo de lembrança
E morrendo de saudade de você,
De você, de você.

Músicas mais acessadas

Fotos (8)

Clipes (10)

Release

Iniciei meus estudos no Conservatório de Música Alberto Nepomuceno, em 1993 (aos seis anos de idade), com a educadora musical Elvira Drummond ? período em que participou de inúmeros festivais e recitais, como aluno da classe de piano.

Importante ressaltar que, após esse período, teve contato com outros instrumentos como a flauta e o violão. No ano de 2001, iniciou seus estudos de violoncelo com o professor brasileiro, residente na França, Fernando Lage. Teve aulas com Jorge Lima, componente da orquestra Eleazar de Carvalho; Walter-Michael Volhardt, violoncelista da filarmônica de Friburgo (Alemanha); e recebe, desde 2006, a orientação do professor Dr. Felipe Aquino, da universidade Federal da Paraíba.

Participou dos Festivais de Músicas de Londrina nos anos de 2005 e 2006, integrando a grande orquestra por ocasião do recital de encerramento ...

Continuar lendo>>