José e Maria

Tom Drummond e Samuel Gois

Bom dia, minha maria,
Eu bem queria ser teu josé.
Me acorda com o doce da boca,
Com a voz meio rouca me diz o que quer,
Se acha um tanto descuidada,
Como se a madrugada a fizesse mais mulher.
Me cala com uma certa ousadia,
Só pra ser minha maria,
Só pra me fazer josé.

Bom dia, minha maria,
Me cede o teu colo, me faz cafuné.
Me deixa na vã fantasia,
De que não é dia se assim eu quiser.
Se chega tão certa e tão errante,
Me declara seu amante,
Me decreta bem me quer.
Se contenta com a vida tão vazia,
Só pra ser minha maria,
Só pra me fazer josé.

Mas, quem diria,
Minha maria deve saber
Sem dó nem cortejo
Findou meu desejo
Eu não posso te ter.
Eu vou vagando
De porta em porta,
Não sei se suporta
Ser minha na dor.

E já não sei bem se preciso
Esconder o cinismo,
Não guarde rancor.
Mas maria, não chora maria,
Esconde a agonia, o choro sequer,
Não pensa que volto a ti um dia,
Me terão outras marias,
Não serei mais teu josé.

Músicas mais acessadas

Fotos (8)

Clipes (10)

Release

Iniciei meus estudos no Conservatório de Música Alberto Nepomuceno, em 1993 (aos seis anos de idade), com a educadora musical Elvira Drummond ? período em que participou de inúmeros festivais e recitais, como aluno da classe de piano.

Importante ressaltar que, após esse período, teve contato com outros instrumentos como a flauta e o violão. No ano de 2001, iniciou seus estudos de violoncelo com o professor brasileiro, residente na França, Fernando Lage. Teve aulas com Jorge Lima, componente da orquestra Eleazar de Carvalho; Walter-Michael Volhardt, violoncelista da filarmônica de Friburgo (Alemanha); e recebe, desde 2006, a orientação do professor Dr. Felipe Aquino, da universidade Federal da Paraíba.

Participou dos Festivais de Músicas de Londrina nos anos de 2005 e 2006, integrando a grande orquestra por ocasião do recital de encerramento ...

Continuar lendo>>