Contrate

Toinho Vanderlei e Banda

(81) 9972-7141

Minha história

Toinho Vanderlei / Adelmo Vasconcelos

MINHA HISTÓRIA
Música: Toinho Vanderlei / Letra: Adelmo Vasconcelos

O CABOCLO BOM NÃO FOGE DA RAIA
NÃO SE ATRAPAIA, NÃO CORRE DO ACOXO
EU SOU UM CAIPIRA RAQUÍTICO E FEIO
SÓ ME APERREIO SE DIZ QUE SOU FROUXO

A MINHA HISTÓRIA NÃO TEM NADA NOVO
SOU FILHO DO OVO QUE MÃE FECUNDOU
DEPOIS QUE NASCI DEXEI DE SER FETO
SÓ SEI QUE SOU NETO DO MEU VELHO AVÓ

NASCI NUMA NOITE SEM LUAR SEM NADA
UM CONTO DE FADA GARANTO NÃO FOI
MINHA PARATEIRA MULHER ARRETADA
CHEGOU BEM MONTADA NUM LOMBO DE BOI

ELA ME PEGOU COM MUITO CUIDADO
EU TODO MELADO LAVOU-ME NUM TACHO
E A MINHA MÃE FALANDO SEM NEXO
PERGUNTOU O SEXO ELA DISSE: É MACHO

MEU PAI POBRE HOMEM SEM CONHECIMENTO
NAQUELE MOMENTO CHEGOU A CHORAR
SUA CULTURA ERA TÃO PEQUENA
CHEGA DAVA PENA VOSMICÊS OIÁ

É QUE TODOS FILHOS QUE ANTES NASCEU
SÓ POUCO VIVEU, NENHUM TAVA VIVO
DEPOIS DE SEIS ANOS, QUE TEMPO MAROTO
NASCER UM GAROTO FOI FATO FESTIVO

HOUVE BEBEDEIRA E MUITO PAGODE
MATOU-SE TRÊS BODES E CINCO CAPÃO
A FESTA FOI GRANDE COM MOÇA E RAPAZ
COMO SÓ SE FAZ NO PURO SERTÃO

ATÉ O DEZ ANOS EU ERA BEM FORTE
CABOCLO DO NORTE SEM UMA FERIDA
MAS DEPOIS DOS DOZE JÁ SEM ACALANTO
MUITOS DESENGAMOS MUDOU MINHA VIDA

NÃO TIVE ESTUDO E SEM FORMAÇÃO
A EDUCAÇÃO FOI FEITA NA ROÇA
VIVIA FECHADO, SEM MUITOS AMIGOS
MAS TENDO O ABRIGO DA MINHA PALHOÇA

ATÉ QUE UM DIA MORREU O MEU PAI
SUA IMAGEM NÃO SAI, VIVE DO MEU LADO
SEU CORPO PEQUENO E SEU ROSTO SÉRIO
LÁ NO CEMITÉRIO FICOU SEPULTADO

DAÍ COMEÇOU MINHA DECADÊNCIA
PERDÍ A CIÊNCIA DO QUE ERA BOM
FUMAVA DEMAIS, BEBIA CACHAÇA
APENAS DESGRAÇA DITAVA MEU TOM

MINHA MÃO CANSADA, MINHA VISTA POUCA
A MINHA VOZ ROUCA QUE ANTES FOI FORTE
ESCREVO AS PALAVRAS COM DIFICULDADE
NÃO DEIXO SAUDADE COM A MINHA MORTE

VIVENDO SOZINHO, NÃO TENDO NINGUÉM
INVEJO QUEM TEM SAÚDE E AMOR
ESTOU ESPERANDO SOMENTE MEU FIM
NÃO REZE POR MIM, NEM ME MANDE FLOR

QUERO POUCA GENTE SEGUINDO O CAIXÃO
NÃO QUERO ORAÇÃO, NEM QUERO ARRANJOS
ESCREVA NO TÚMULO PALAVRAS PROFETAS
DO GRANDE POETA AUGUSTO DOS ANJOS

Músicas mais acessadas

Fotos (28)

Release

Sou pernambucano, meu gênero é forró. Com mais de dez anos de carreira e 03 álbuns gravados, tenho grande orgulho da minha terra. Aqui eu nasci, cresci e fiz meu nome. A música, a poesia e a arte sempre fizeram parte da minha vida, pois além de músico compositor e intérprete sou, também, publicitário.

Tenho mais de 400 músicas compostas e participei de importantes festivais como:
o Canta Nordeste da Rede Globo, MusiSesc Tribuna, Festival da Católica, entre outros. Também cantei na Fenearte, Festival de Inverno de Garanhuns, no Ação Global em Santa Cruz do Capibaribe, Marco Zero, Cais da Alfândega e na Sala de Reboco. Além de realizar apresentações em mais de 35 municípios do interior do Estado. Em 2008 fiz show no Pátio de São Pedro e no ...

Continuar lendo>>