Seno de TetaAs cores da bandeira1.090 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 6

Contrate

Paulo Gustavo (Totti)

(98) 2109-8214 | (98) 3221-6025

As cores da bandeira

Diego Barros

A minha bandeira
A nossa vida
Escrita em papéis usados com caneta sem tinta
Olhos feridos liberdade ofuscada
Em tempos onde a verdade é fabricada
Achamos abrigo, conforto momentâneo.
Ao fecharmos os olhos diante da realidade
Estão queimando o verde da minha bandeira
Interrupção de vida por falta de pão
E o que é de verdade nosso
Entregam de bandeja
E estão nos privando do nosso coração
O azul do nosso céu com vinte e sete estrelas
Que iluminam o seu próprio ego e nos governam até a ladeira
A ordem dos que matam
O progresso do atraso juventude se afogando em maços de cigarros
Como pensar em si se não pensamos por nós mesmos
Não queira mais falar por mim
Ainda somos capazes o que nos falta é chance
Não podemos ser mais a letra da paródia do momento
Eu sei não é tarde, mais nem tão cedo.
O que sentimos não pode se tornar inútil em virtude do medo
E não façamos da vida uma prisão com paisagens de concreto e uma vista para a solidão

Músicas mais acessadas

Fotos (9)

Release

A Seno de teta tenta mostrar no cenário maranhense um estilo próprio de compor e de expressar os mais diversos temas da política, cultura, religião e sentimento. Formada em meados de 2005 a banda teve início a partir de rodas de violão entre amigos na UFMA. Experimentando diversos estilos do rock, da música instrumental e da mpb esperamos levar aos ouvidos o melhor e o mais criativo dos sons.