contrate

De alma gaucha

Raone

Eu venho do campo, da essência campeira
Queimando cartucho, e matando cruzeira
Pois sou um gaúcho, que o tempo moldou
E pra vida soltou, sem eira nem beira.

Sou filho da terra, e a terra me ampara
Tenho atitude, e vergonha na cara
Não nego minha origem, sou rude sou macho
E a onça despacho, a "cutuco de vara"

Mas trago em meu peito uma ânsia terrunha
Manejando lança tacape e garrucha
Demonstrando a força que tem esta raça
E a razão que abraça esta alma gaúcha.

Vou taureando a vida, aos "tapa e mangaço"
Seguro e certeiro, em tudo o que faço
Laçando virtudes, que o tempo me nega
E se a justiça é cega, eu sou firme no braço.

Aonde eu passo, vou semeando história
E abrindo a planchaço, insanas memórias
Piso na injustiça, de bota e espora
E a razão me escora, calçado de glórias.

comentários (4)

Juliano Assunção

O quanto é bela a simplicidade da nossa música Gaúcha.

Chê, Juliano Assunção. "Ogulho de ser e permanecer sempre Gaúcho"

Dalmar de lima

o mais lindo gaitaço que ja ouvi, muito bom

vagnercomp

GOSTEI ! OUVI E VIREI FÃ.

rapmix

som massa mano

já viramos fã se consta

dá uma passada e confere

o nosso lá tbm já é!!!

abraço!!!!

twtter @rapmixmcs

msn : rapmixmcs @ hotmail . com . br <(sem espaço)