Nocaute

Rafael Castro Oliveira da Silva

Dou até dez dólares pra quem provar que eu estou
errado
por achar que não existe alguém de carne e osso
consciente
que não quer que a gente
seja lindo e discreto
seja virgem e quieto
seja justo e não se meta
na vida de senhor ninguém.
É melhor ficar recluso e nunca se arriscar nas ruas
Pra não correr riscos de acabar virando pedra no
sapato
de quem só quer te ver
falecido, enterrado
justamente privado
de causar desgosto a qualquer um.
Por ser um poço de defeitos
e achar que ainda tem direitos.
Querer que notem relevância
nessa conduta sem fragrância,
de tanta luta e nocaute.

Músicas mais acessadas

Fotos (6)

Release

Nascido em São Paulo-SP, aos quatro anos de idade eu comecei a tocar um piano de brinquedo que havia em casa. Lá aprendi com meu pai grandes clássicos como "Eu Vi Uma Barata Na Careca Do Vovô" e "Ciranda Cirandinha". Entrei na aula de piano com sete anos, e desde então comecei a compor minhas musiquetas, que eram bem ruinzinhas, pra falar a verdade. Aos dez anos de idade, mudei de cidade (Lençóis Paulista-SP) e tive que abandonar as aulas de piano. Comecei a pegar o violão do meu pai e arriscar alguns acordes com essas revistinhas de cifras do Raul Seixas que todo mundo tem. Abandonei o piano, mudei de cidade mais algumas vezes e nunca parei de tocar. Ao longo do tempo montei algumas bandas coveres que não ...

Continuar lendo>>