Papa BlackBaião Do Tempo22.614 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
Iniciando música ~ em
    1 / 4

    Música em destaque

    Baião Do Tempo

    Baião Do Tempo

    Italo Martins

    O tempo que trouxe você até mim
    Não explica a razão de você não estar aqui
    A vida é bela e eu vou seguir
    Só peço que feche a porta ao sair

    Deixa rolar não espere que eu pare
    E pense por você e por mim
    Nega hoje eu passo um café
    Sento do teu lado pra gente olhar o Sol nascer

    Celebrar o amor e a paz
    Tudo que me traz pra perto de você, eu e você
    Deixa o baião do tempo
    Te levar dançando por aí

    Eu tento fazer que seja natural
    Que o amor se empodere de tudo e acabe o caos
    Eu e você, não tem mais ninguém
    O amor que me veste de calma vai além

    Se por acaso algum dia
    Você se cansar lhe faço dormir
    Nega, hoje o dia se passou
    Deita do meu lado pra gente olhar o Sol se pôr
    Celebramos a paz e o amor
    Teu corpo despido se despedindo de todo pudor

    Deixa o baião do tempo
    Te levar dançando por aí
    Deixa o baião do tempo
    Te levar dançando por aí

    Músicas mais acessadas

    Álbuns e Singles/EPs  (1)

    Fotos (2)

    Release

    Formada por 5 jovens de personalidade forte e apaixonados pela música, a Papa Black, inicialmente conhecida como Black N Yellow, surgiu com o principal intuito de espalhar alegria eenergia entre os grupos de amigos dos integrantes da banda. Hoje, com uma média de 35 shows por ano e com um público médio de 1,5 mil pessoas, a banda vem se destacando no cenário mineiro com um show marcante e uma base de fãs fiéis.

    Italo Martins (voz), Lorenzzo Antonini, (guitarras), Guilherme Saffran (guitarras), Fábio Fuly (baixo) e Yuri Maia (bateria), perceberam ao longo dos anos, tocando covers em festas, a grande influência que alguns artistas da música brasileira exerciam sobre banda, dentre eles: Natiruts, Charlie Brown Jr, Marcelo D2, 3030, Criolo, Lagum e Djonga. “Sentimos que temos muito a ...

    Continuar lendo>>