Osnir AlvesMe Deixa Ficar143.016 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
cancelar

Seu comentário foi publicado. Visualizar

Iniciando música ~ em
    1 / 91

    Release

    Foi na cidade de Araguaína no Tocantins, que tudo começou. Ainda menino, com apenas
    oito anos de idade, Osnir Alves ouvia nas rádios o grande sucesso, “Entre Tapas e Beijos”, da dupla
    Leandro & Leonardo, e foi ela que despertou sua grande paixão pela música.
    Na mesma época o cantor inventava microfones com os materiais de trabalho da mãe, que
    era enfermeira, e saia cantando pela casa, até que os pais de um vizinho perceberam que o
    filho tinha os mesmo hábitos e talento, então decidiram formar uma dupla. Nasce a dupla
    Osnir e Ronaldo. Ambos tinham um só objetivo, encantar as pessoas através da música.
    A dupla começou a se apresentar em um programa da região chamado “Domingo Sertanejo”.
    Após dois anos, a dupla chegou ao fim e Osnir juntou-se a Rony, um colega de escola. O garoto era seu concorrente nos concursos e programas de televisão e, naquele momento, também havia terminado a parceria que tinha com o irmão. Uma nova trajetória começa,
    agora com a dupla Rony e Rogério.
    Em 1996, a família de Rogério decidiu levá-los para tentar a carreira em São Paulo. Todo
    começo é muito difícil, e para eles não foi diferente. A busca incessante de um lugar para
    tocar era diária. Depois de dois anos, a mãe de Osnir decidiu ir para São Paulo para apoiar de perto o filho. Vendeu tudo o que tinha no Tocantins e partiu ao encontro do filho. Assim que chegou, notou que a dupla precisava de divulgação em TV, nesta época o apresentador
    Ratinho costumava dar oportunidades para cantores e duplas que estavam em sua platéia, ela muito persistente, descobriu uma caravana que iria ao programa e os levou. Assim
    aconteceu a primeira apresentação na TV, em uma emissora que abrange todo território nacional.
    Dois empresários de casas de shows em Curitiba estavam assistindo ao programa e se interessaram pela dupla. Rony e Rogério foram até eles e, a partir deste contato, começaram a fazer shows nas casas noturnas dos empresários, apresentaram-se em várias TVs e também a tocar muito nas rádios da região. Em 2001, a dupla decidiu separar e os cantores seguiram caminhos diferentes.
    Em 2006 abriram as inscrições para o programa ídolos do SBT e Rony decidiu participar. Voltou a usar seu nome de batismo Osnir Alves, o cantor ficou entre os 3 finalistas. Em 2009, participou do programa Astros, no qual foi o grande vencedor.
    Participar dos programas contribuiu para grandes mudanças na carreira de Osnir, abriu portas nas melhores casas noturnas de São Paulo e de outros estados. Em 2014, surgiu o convite para gravar o projeto Arrocha Romântico,na Bahia. No primeiro CD, a música
    “Homem não chora” ganhou forte destaque e tornou-se um grande sucesso na região. O que gerou shows nos estados da Bahia, Minas Gerais e Alagoas. Após alguns meses do lançamento, o cantor Pablo, regravou a música e ela estourou em todo Brasil.
    Osnir Alves gravou mais dois CDs no formato arrocha romântico, várias músicas tornaram-se destaque nas Regioes Norte e nordeste do Brasil, como:“Casado Só no Papel” e “TicTac”.
    O cantor nunca deixou de lado o sertanejo nos seus shows e no final de 2016, gravou seu
    novo CD intitulado “Sofrência Sertaneja” que une o sertanejo e arrocha, ritmo que tornou conhecido o artista em todo Nordeste. O projeto foi lançado em fevereiro de 2017 e as músicas já estão disponíveis em todas as plataformas digitais. A faixa “Faxina do Coração”,
    sai como carro chefe e já está tocando nas principais rádios do nordeste e na cidade de São
    Paulo.


    Influências