Órbita Móbile04 - O Sorriso da Lua Mingüante812 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 9

Medidas

Augusto Flávio e André Carvão

Tão sem moderação
Que um só gole não satisfaz
Mesmo tonto de tanto uso
Se quer tomar à pulso

Tão sem moderação
Que um só trago não sacia
E por constante uso
Descontrole o pulso

Ativando espasmos
Provocando ânsia
Congestionando
Explodindo

Que não se suporte
De puro e excesso
E com todo abuso
Visto que vício
Alguém que me queira
E me tome a amar
Com dedicação e desperdício

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (1)

Fotos (7)

Release

trajetória de um corpo, Órbita.
que tem movimento ou está suspenso, Móbile.

Nem grande, nem fixa, nem vaga, nem clara, apenas uma idéia! Já não se sabe quem ou porque, mas o fato é que se quis com um querer tão imenso, que enfim existiu… Órbita Móbile.

Nada de novo, tampouco revolucionário, simplesmente uma banda.

Tentou exaustivamente fugir de um rótulo, e acabou Independente. Nada mais clichê para um grupo que não queria ser nada, e estar ao mesmo tempo em todo lugar e lugar algum, portanto uma obviedade paradoxal.

Led Zeppelin, Tom Zé, Muse, Os Mutantes, Radiohead e Nação Zumbi, tudo que chama atenção e goza de prestígio com crítica nós colocamos.

- Como assim, um som antropofágico? ? foi o que perguntou um dia o baterista, quando não ...

Continuar lendo>>