04 Deus, Onde Estás (Ao Vivo)

Marcos Almeida

Deus, onde estás?
Te procuro. Te procuraria na porta dessa rua.

Deus, onde estás?
Olha o que eu vejo agora
O menino dançou sem roupa
O menino botou na boca um doce
Com gosto de fel

Deus, onde estás?
A igreja arrancou o sino
O homem esqueceu o menino
Fez castelo de ouro e prata e perdeu a vida

Ah! Acende toda luz
Iluminando a terra que convive com a dor
Sem esperança

Vai onde há a dor, e cura!

Vai onde não há amor, e ama!

Vai onde há a dor, e alegra!

Vai onde não há amor, transforma!

Teu toque forte muda a sorte de quem te encontra.

Deus, onde estás?
Te procuro.
Te procuraria no beco ou nessa rua.

Deus, onde estás?
Olha o que eu vejo agora
O menino dançou sem roupa
O menino botou na boca um doce
Com gosto de fel

Deus, onde estás?
Eu passei por aquele palco
Vi um grande homem fardado
Que gritava ao povo: "dinheiro"
Sem piedade

Ah! O homem passou
E se esqueceu da dor que sangra
Dentro do peito

Dentro do peito

Vai onde há a dor, e cura!

Vai onde não há amor, e ama!

Vai onde há a dor, e alegra!

Vai onde não há esperança!

Traz esperança!
Faz esperança!
Traz esperança!

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (3)

Fotos (1)

Clipes (5)

Release

Nasceu em Belo Horizonte, no ano de 1983. É compositor de mais de 40 canções, entre elas Sê Valente, Vem me Socorrer, Toda dor é Por Enquanto e Rookmaaker. Há 10 anos integra a banda brasileira de rock Palavrantiga, como autor, cantor e guitarrista, desenvolvendo também carreira solo, tendo lançado em 2016 dois álbuns ao vivo (Eu Sarau parte 1 e 2). Recebeu o prêmio Multishow pela obra Calor do Amor (coautoria). É considerado por Baby do Brasil como "um dos novos compositores e cantores, além de multiinstrumentista, mais talentosos e autênticos que conheceu". Escritor nas horas vagas, à frente do blogwww.nossabrasilidade.com.br, assina os livros" Retuíte - frases curtas de longa duração" e o conto "Natal nos Trópicos", além de textos para as coletâneas "Igreja Sinfônica" e ...

Continuar lendo>>