Chega

Mombaça

Não
Não te quero mais
Agora eu que decido aonde vou
Não, não
Não suporto mais
Prefiro andar sozinho como sou
Andar de madrugada
Feito traça
Feito barata
Feito cupim
Dizer pra mim que eu gosto mais de mim
Que eu sou assim
E não tem jeito
Amor incerto, pesticida
Não quero mais
Seus falsos beijos inseticidas
Não quero mais

Pra entrar na minha vida
Você vai ter que mudar
Da minha casa
De atitude
Chega
Ainda mais agora que eu vou viajar
E me livrar de você
Não quero mais ser seu amigo
Nem inimigo
Chega

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (1)

Fotos (2)

Clipes (15)

Release

Da vida na zona oeste carioca e da faculdade de História no início da década de 80 Mombaça traz a consciência social. Da vivência como músico de noite ganha o tom romântico. As temáticas navegam entre os dois assuntos que se esbarram. Mombaça canta por um mundo melhor na política “Mandelas”, mas segue romântico em “Entre nós” que - irresistível - cita Abdias do Nascimento, fundador de um importante movimento negro.

A bandeira negra também é levantada na ótima “Na serra da nossa barriga”, em que aproveita para homenagear um timaço de colegas que inclui desde Paulinho da Viola até Seu Jorge: "Todo mundo aí", garante. Em “Reparação” Mombaça fala sobre as desigualdades: "Os filhos da mãe África exigem reparação". "Por debaixo da pele somos todos iguais".

A música de Mombaça tem ...

Continuar lendo>>