Contrate

Afro Memória

Mombaça

Grava na memória da tua pele
Grava na memória da tua pele
Que debaixo da pele somos todos iguais
Debaixo da pele somos todos iguais
Por debaixo da pele somos todos iguais
Debaixo da pele somos todos iguais
Por cima da película epitelial
Há escravidão no audio-visual
Driblando a exclusão da mídia oficial
Perdidos numa ilha editorial
Esteriotipados no macaco
No sambódromo, no carnaval (palhaçada)
No subemprego
Desemprego, desarrego, desconcerto, desapego, desxamêgo
Racha no teatro experimental
Atrás e na frente negra
To be or not zumbi
O black power samba
To see o black is beautiful
Sou (soul)
E acima de todos nós
O pai ta lá filmando
E a gente aqui cantando, aleluia
Raspando e catulando, aleluia
Caminhando e cantando

Aleluia
Soul aleluia
Sou aleluia

Músicas mais acessadas

Fotos (2)

Clipes (15)

Release

Da vida na zona oeste carioca e da faculdade de História no início da década de 80 Mombaça traz a consciência social. Da vivência como músico de noite ganha o tom romântico. As temáticas navegam entre os dois assuntos que se esbarram. Mombaça canta por um mundo melhor na política “Mandelas”, mas segue romântico em “Entre nós” que - irresistível - cita Abdias do Nascimento, fundador de um importante movimento negro.

A bandeira negra também é levantada na ótima “Na serra da nossa barriga”, em que aproveita para homenagear um timaço de colegas que inclui desde Paulinho da Viola até Seu Jorge: "Todo mundo aí", garante. Em “Reparação” Mombaça fala sobre as desigualdades: "Os filhos da mãe África exigem reparação". "Por debaixo da pele somos todos iguais".

A música de Mombaça tem ...

Continuar lendo>>