Mário SilveiraDiante do rei635 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
Iniciando música ~ em
    1 / 4

    Músicas mais acessadas

    Fotos (7)

    Release

    Sou o grito, o berro, o uivo, o urro… mas chamam-me de erro.
    Sou o sonho perfurado das idas que morrem à lágrima seca,
    o íntimo da dor que morfa muda.
    Sou esse "isso"
    ensosso,
    despido.

    Sou, quem sabe, o choro da guitarra que sola as escalas tristes,
    o agudo do piano que ouvem e louvam, mas não levam.
    Eu sou o que canto: o desencanto.

    Sou o eriçar ao frio,
    o toque que nunca veio,
    o freio no quase. Eu sou o lapso.

    Do desejo eu sou medo,
    do olhar, o desvio
    do momento, o segundo que passou.

    Sou o desamor de mim e o desapego de outrem,
    a estrada que, em suma, ninguém caminha,
    sou o dueto de uma ópera cantada só.
    Sou lembranças frívolas que não fervem ...

    Continuar lendo>>