Xeque-mate

João Felipe Raposo/ Beto Landau/ Dudu Kaplan

Mas se um dia eu fizesse acontecer
O que dá na telha como você
Tava perdido, viveria num mundo sem sentido
Mas eu não faço, eu dou uma passo um de cada vez
Na minha vida eu ajo e penso
Como num jogo de xadrez, como num jogo de xadrez
Peças andando no tabuleiro
Ziguezagueando o dia inteiro
A razão pairando no ar
A cabeça acima do coração
Tô jogando, não vou mais parar
Lógica ultrapassa a emoção, lógica ultrapassa a emoção

Xeque-mate
O jogo acabou e você perdeu
O meu coração bate
A vida segue pra mim já deu
Xeque-mate
O jogo acabou e você perdeu
O meu coração bate
A vida segue pra mim já deu

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (2)

Fotos (15)

Clipes (7)

Release

por Tony Bellotto

Se o Sex Pistols afirmava que não havia futuro na Londres sombria de 1977, a Le Raleh garante que ele também não existe no Rio ensolarado de 2013.

“O futuro acabou de começar e terminar”, canta a banda carioca numa de suas canções. Se a positividade da Le Raleh não tem nada a ver com o desencanto do punk, sua música mantém a crença em viver cada momento como se fosse o último.

Se Chuck Berry foi uma referência para as grandes bandas de rock dos anos 1960, Benjor e outros Jorges são inspiração constante para a Le Raleh.
“E como já dizia Jorge Maravilha, prenhe de razão, mais vale uma filha na mão do que dois pais voando”, cantam com muita malandragem em sua brilhante recriação ...

Continuar lendo>>