Desata o nó

João Felipe Raposo

Quando eu passei você não deu bola pra mim
Virou de lado, fingiu que eu não existia
Passei na sua frente, te olhei assim
Olhar 43 que você não via

É muito fácil dizer te amo
Eu quero ver você provar amando
Desfila linda, me provoca e vem
Se não sou eu vai ser quem?

Vem cá, minha menina
Desata, desatina
Vem sentir a onda boa no ar
Viaja, me fascina
Vai lá e alucina
Que eu vou desatar o nó no final

Sai dessa, cola seu corpo comigo e dança
Deixa os seus braços nos meus ombros e descansa
Esqueça o que está ao nosso redor
Confia em mim, vou te levar pra um lugar melhor

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (2)

Fotos (15)

Clipes (7)

Release

por Tony Bellotto

Se o Sex Pistols afirmava que não havia futuro na Londres sombria de 1977, a Le Raleh garante que ele também não existe no Rio ensolarado de 2013.

“O futuro acabou de começar e terminar”, canta a banda carioca numa de suas canções. Se a positividade da Le Raleh não tem nada a ver com o desencanto do punk, sua música mantém a crença em viver cada momento como se fosse o último.

Se Chuck Berry foi uma referência para as grandes bandas de rock dos anos 1960, Benjor e outros Jorges são inspiração constante para a Le Raleh.
“E como já dizia Jorge Maravilha, prenhe de razão, mais vale uma filha na mão do que dois pais voando”, cantam com muita malandragem em sua brilhante recriação ...

Continuar lendo>>