Rio-Bahia (Esteira Ruiva)

Lailton Araújo / Emiliano

É caminhão, Rio-Bahia é caminhão
É pau-de-arara, céu azul de avião
Gente em pedaço fugindo do lugar
Do sol aceso sem nuvem pra esfriar

Rio-Bahia, Nordeste inteiro no corpo
Sem alegoria é pó, suor de um povo
Doce, beleza, sabor de esperança
Manhã valente com fulgor, cabelo e trança

É cor de lua, estrela radiante, céu
Dor crua e nua, dedo sem anel
Estrada musa, projeção do meu olhar
Esteira ruiva onde o sol se espreguiçar

Sangueira braba, mares de léguas minhas
Destino côncavo, cetim, telim de Minas
Quem faz Sertão com o Sul se esposar
Artéria velha, rainha do estradar

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (9)

Fotos (13)

Release

LAILTON ARAÚJO
Show - ForroSamba Na Bossa


LAILTON ARAÚJO apresenta o Show - ForroSamba Na Bossa. Neste evento existe a poesia em fusão com a musicalidade do povo brasileiro, onde são retratados, o amor, a esperança, a ecologia, e a nova visão do ser humano, voltada para a paz e harmonia.

Usando temas regionais e urbanos nas composições próprias, o pernambucano faz nova leitura nos clássicos da Música Popular Brasileira, com muito forró, xote, baião, toada, samba de raiz e bossa-nova.

Nasceu na cidade de Sertânia, Estado de Pernambuco - Brasil em 1959. É músico, compositor, cantor, ambientalista, pesquisador de ritmos regionais brasileiros, escritor e ex-professor (não formado) do Cursinho Pré-Vestibular Educafro, onde lecionou as disciplinas: biologia e geografia.

Trabalha há 34 anos na área cultural. É empresário de eventos e marketing.