contrate

joaodicarvalho@hotmail.com

(87) 8116-2730 | (87) 9944-9559

release

Quem convive com João diCarvalho, poeta, artista plástico, cantor e compositor, sabe entender o quanto há leveza em sua alma, compreende como a geografia mapeia seu universo sonoro. Entre letras, pincéis, acordes, canções e melodias, João diCarvalho, reconstrói diuturnamente seu universo astral, seu pluralismo cultural, por isso, talvez não exista uma melhor definição para a sua produção artística, então, preferimos entendê-lo como ser que busca equilíbrio entre as muitas artes. João diCarvalho, filho de Tadeu Pires de Carvalho e Carmosina Maria de Carvalho, nascido em 27 de junho de 1975, como diz o poeta, parceiro e amigo Lano Pires, ?…do batente da Serra do Jatinã, pertinho da beira do rio, nasceu esse menestrel contador de histórias desse "lugar", desses "lugares", fazendo da sua cantoria um aprendizado da geografia…?. É o mais novo de uma família de seis irmãos, casado com a educadora Maria Elma Coelho de Carvalho, a qual é uma das grandes incentivadoras e inspiradoras de suas obras. A Fazenda Jatinã, a cidade de Belém do São Francisco e o interior de Pernambuco são partes dos referenciais da construção do seu lugar, sua verdadeira identidade. Seu gosto pela cultura regional é algo muito presente e isso desde cedo foi assimilado.

Este brilhante pernambucano trafega entre melodias e canções mescladas nas raízes nordestinas com elementos do pop, as quais estiveram presentes no seu 1º CD ? Canto do Interiror ?, onde é possível observar o seu amor incondicional pelo sertão nordestino. Sertão como o de Itaparica, que teve parte de sua porção alagado pela hidrelétrica Luís Gonzaga, inclusive a sua terra natal ?Jatinã?, na qual ele afirma em uma das canções ?Do sonho que não sonhei… a vida que se desfez…pra outro sono prosseguir? e também exaltou as riquezas e belezas deste sertão; no 2º CD, intitulado ?Num buquê de Marias? o poeta retratou mais uma vez o nordeste em suas canções, reservando espaço ainda, para exaltar a importância que as Marias tem na sua vida, fazendo alusão a fé que a Virgem Maria exerce sobre ele; já recentemente, gravou o CD ?João diCarvalho & Elas?, nele o poeta faz uma releitura de sua obra, gravando canções que compôs no início de sua carreira, incluindo também, composições recentes e, mesmo impregnada de intensa pernambucanidade, suas obras falam do amor em suas variadas formas e expressões, bem como, retratam mais uma vez, o canto do povo do sertão, fazendo conexão com a sua história, o seu povo e a sua geografia. Neste CD ainda, quis o eclético artista, oportunizar a descoberta de novos talentos femininos do interior, no qual reside e que é tão bem lembrado e poetizado nas suas composições. Então, paralelo a sensibilidade da vida de artista, ele concluiu sua formação superior em Geografia, no Centro de Ensino Superior do Vale do São Francisco- CESVASF, onde desenvolveu vários projetos ambientais e, nesta instituição, também lecionou, sendo admirado por toda a classe acadêmica pelo compromisso e competência que demonstrou durante os anos que reservou para aquele Centro Acadêmico; deste modo, o poeta segue desenvolvendo um trabalho social e voluntário voltado para Educação e o Meio Ambiente no município de Belém do São Francisco e faz parte do grupo de coordenadores da Escola Estadual Maria Emília Cantarelli e integra o quadro de funcionários da Companhia Pernambucana de Saneamento - COMPESA .

Sendo assim, a ciência geográfica, o Fluminense, um cachorro chamado Raque, a cidade Belém do São Francisco, leitura, cordel, tocar viola, cantar o sertão, sua família, suas filhas, sua neta e sua amada Elma: essas são algumas das paixões do renomado compositor, artista plástico, ?Menestrel do Jatinã?, poeta João diCarvalho.
POR ELAS: BIA COELHO E ELMA COELHO DICARVALHO

relacionado / favoritos

influências

Luiz Gonzaga, Alveu Valença, Geraldo Azevedo, Carlos Pinto, Lenine, Flávio Leandro, Assisão, Flávio José,Gildo Moreno, Anchieta Dali e muitos outros...