Tão Natural

Bruno Vigs

Perdi o certo, estive cego sem razão
Tentei desculpas, frases mudas
Deixei que o medo fosse a própria direção

Agora sei o que fazer, já sei olhar atrás e ver
Não quero ser um outro alguém

Olha pra mim, me reconheça, sou o mesmo do colegial
Não tema que a luz se apague, temos próprio brilho conjugal
Não deixa que o vento se despeça sem que antes nos leve todo o mal
Deixa que o amor sempre prevaleça, tudo em volta é tão natural

Tudo está claro posso ver
Sei dos outros, mas não disfarço o meu viver

Posso ver o céu posso ver o sol
Posso ser tudo que for natural

Agora sei o que fazer, já sei olhar atrás e ver
Não quero ser um outro alguém

Olha pra mim, me reconheça, sou o mesmo do colegial
Não tema que a luz se apague, temos próprio brilho conjugal
Não deixa que o vento se despeça sem que antes nos leve todo o mal
Deixa que o amor sempre prevaleça, tudo em volta é tão natural

Não deixa que o mar desfaça nossos passos na areia do tempo

Músicas mais acessadas

Fotos (11)

Release

A idéia da banda partiu de um projeto dos primos Rodrigo Hora (guitarra e voz) e Murilo Mutim (baixo e vocais) de retomarem antigas composições de outra banda da qual faziam parte e somar a isso músicas nacionais e internacionais, mais notadamente, Titãs, Paralamas, Capital, Raul Seixas, Beatles, Roupa Nova, Peter Frampton. Juntaram-se a Chico Lopes (experiente baterista gaúcho que tem uma carreira respeitável no Rock do sul do país) e a Bruno Vigs (guitarrista de primeira viagem que revelou-se um grande compositor adiante) no final de 2005, constituindo a primeira formação da banda. Ainda nos primeiros ensaios, Murilo deixa a banda pra seguir por outros caminhos. A vaga é preenchida em pouco tempo por Rogério Carvalho (baixista que deteve experiência por passar por diversos estilos musicais). Com essa formação ...

Continuar lendo>>