Contrate

Você me largou (Ao vivo)

Igor Mangueira

Ai, eu fiquei sem você
E chorei
Ai, eu fiquei muito bem
Estou só, Sem ninguém
Você me deixou... curado
Você me largou... brigado
Mas,
Você fez falta
Você fez muita falta
E eu chorei, eu chorei

Você me largou... brigado
Você me deixou... curado
Eu nem sei como lhe falar, eu nem sei como me virar, eu nem sei como lhe pagar

A prestação mais barata de uma casa na planta custa em torno de uns 300 reais
Caro, né? Mas o barato é não pensar nisso...
Eu não pensava nisso quando eu pensava em você. Quando eu pensava em você, eu só pensava em morrer. Agora eu penso em viver.
Mas eu não tenho plano de saúde, eu não tenho seguro...
Eu sou inseguro, mas vejo o futuro.
Comprar um carro, comprar uma casa, um dia eu vou, eu juro
O meu salário é 900 reais. Dá pra comer, dá pra beber, dá pra viver em paz...
O que é que eu quero mais?
Nada, não quero nada, não quero mais nada. É mentira...
Eu quero você, meu amor, eu quero você, oh meu bem
Eu quero você, minha flor, eu quero você e um neném (e um neném)

Músicas mais acessadas

Fotos (14)

Clipes (5)

Release

Um violão na mão e uma idéia na cabeça. O lema adaptado do cinema-novo serve para apresentar o cantor e compositor Igor Mangueira. Natural de Aracaju, Igor se auto-denomina um extra-artista-terrestre numa provocação à alcunha “artista da terra” que costumeiramente é usada pela imprensa e sociedade quando se refere aos artistas locais. Mas Igor completa sua caracterização dizendo ser do planeta Aracaju, numa alusão à uma música do folclore sergipano que fala “minha terra é Sergipe”.

A contradição no seu trabalho começa logo na frase de apresentação e não termina mais. Não é possível rotulá-lo. Passeando por diversos estilos, Igor gosta da música popular brasileira em suas diversas formas e sempre aberta ao que vem do resto do mundo. Igor costuma dizer que seu estilo é punk-pós-tropicalista. Punk, pela simplicidade ...

Continuar lendo>>