HeshaA Isca455 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 10

A Isca

Hesha Roberto & Edo Sadistic

Sempre, sempre dá uma de sexy,
Ele quer massa e eu bomba quando a pista ferve

Como se fosse louco, eu finjo não saber
Você não é tão escroto quanto pensar ser
E pode ser pouco, se não mente bem
Não serve esse mistério

Tá achando que tô pronto pra se usar porque
Libero meu corpo é mergulhar e morrer
Não sou um novo rosto só pra esquecer
Não se leve tão a sério

Não quero saber,
Se tira onda, se bate bola, não,
Isso não cola
Garoto você tá aqui sem saber pra fazer
O que eu quero
Cala a boca e...

Manda ver você, quero ver você
Bomba na pista e morde a isca (aham)
Manda ver você, quero ver (aham)
Bomba na pista e morde a isca

Caladinho moço
Que eu posso mexer mais
Mais esforço
O melhor no que faz
Pra fugir da proibição
É só mergulhar na tentação

Um pingo de emoção,
Com muita fricção
Estrobo não, nós no escuro do salão
Enquanto meu coração bater eu
Tenho pique pra mexer
E aguentar você então...

Manda ver você, quero ver você
Bomba na pista e morde a isca (aham)
Manda ver você, quero ver (aham)
Bomba na pista e morde a isca

Bota pra valer
Mexe cada vez mais
Morde a Isca
Bomba na pista

Bota pra valer
Mexe cada vez mais
Já pode entrar
Se souber dançar

É, até descer
Mais, mais, mais
Mais, mais, mais
Até descer se souber
Oh ohhhh

Músicas mais acessadas

Fotos (11)

Clipes (1)

Release

Hesha é um cantor e compositor potiguar, produtor fonográfico e independente de música eletrônica em suas mais diversas nuances. Do Dance-music ao Funk, passando pelo Rock, Rap até mesmo Reggaeton.
Sua banda é formada por Edo Sadistic (Teclado e sampler), Garou (bateria) e Wellinton Santos(Baixo/Guitarr).
​Suas principais influências musicais são Gabriel o Pensador, Madonna, Pato Fu e Cansei de ser sexy, e também há uma forte influência da filosofia de Nietzsche e arte-guerrilha.
Seu primeiro trabalho Degenerado (Fevereiro 2013) trás no repertório músicas que versam sobre a liberdade individual e coletiva, hora alegre e quente, hora reflexiva. O som sensual e convidativo está presente ao longo de todo o trabalho com uma dose de bom humor e descontração, porém muitas vezes crítico e contundente.
Com uma expressão singular ...

Continuar lendo>>