Contrate

JORMAN SANTOS

(27) 99879-3813

A CENA 2004

NELINHO P2 /HERANÇA NEGRA

O que pra mim parece
ser tão real, paredes abstratas.
Submundo marginal.
Retrato mal falado, ser humano irreal
São vidas mal criadas
Efeito colateral

É só o povo pelo povo
No sistema universal
Malandro é quem me ajuda
Não sei mais quem é marginal

Tem um comando no poder
Eu estou pagando pra ver
Tem um comando no poder
Um dia a verdade vai aparecer

No sistema universal, o povo todo é marginal
Todo povo é marginal

A fome abala capital, interior, nordeste, igual
Mandacaru, cascalho e pau
Mudam as cenas dos jornais, acenam sempre amor e paz
Só mudam as cenas, atores na tv.

Tem um comando no poder e eu tô pagando pra ver
Quem vai tirar esses caras de lá
Tem um comando no poder, eu tô de bicho, pode crer.
Eu sei que um dia minhas hora vai chegar.

Músicas mais acessadas

Fotos (15)

Release

Formada em 1995, a banda capixaba Herança Negra faz música inspirada nas origens do povo negro, uma alusão à própria história de vida de cada um dos membros da banda. Sua formação original, teve como músicos: Jonathan (Vocal), Jorman (Percussão), Isack (Guitarra), Nelinho (Baixo), Barol (Teclados) e Júnior (Bateria). Depois de um longa gestação saiu "Herança Negra de um povo guerreiro", o 1º trabalho da banda Herança Negra. O CD foi finalizado no Estúdio S2, de Val Martins, ex - integrante da banda Yahoo, e contou com a produção musical de Rogério Lima. Nas faixas, a síntese de quase cinco anos de trabalho, onde o reggae predomina, mas que também tem outros ritmos. Um caldeirão rítmico em que a banda sempre bebeu. O som pulsa forte, resultado da diversidade musical brasileira ...

Continuar lendo>>