Fabrícia MairaSanto58.868 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 11

Meu Teto É De Vidro

Fabrícia Maira

Eu não posso julgar alguém , não posso não
Pois eu posso errar na minha condenação
Eu não conheço a vida de ninguém.

Por que o irmão agiu assim? Não sei
Eu não conheço o seu passado, suas memórias
Não posso condenar.

Era apenas pra julgar ações, distinguir o certo do errado
E não julgar as pessoas ou até deixar de amar.
Se o meu teto é de vidro e o meu passado é sujo e condenável
Como poderei julgar quem é e não é?

Não julgueis pra que não sejais julgados
Agindo como juiz?
Ah quem é você?
Julgando o seu próximo se julga a si também.

Em vez disso não serei um tropeço
Um obstáculo no caminho do irmão
Mas ajudarei a levantar e estender a minha mão.

Não quero julgar e nem condenar.
Meu Deus me ajude a não tropeçar
Me ensine a entender que eu sou igual
Posso fazer o bem assim como o mal.

Pois Deus trará a julgamento tudo o que foi feito
Inclusive o que está escondido
Quer seja bom, quer seja mal.

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (9)

Fotos (9)

Clipes (11)

Release

Eu era uma menina simples, meu pai trabalhava na roça e minha mãe era dona de casa. Durante 20 anos moramos de favor na casa do patrão do meu pai em um sítio.Foram tempos difíceis. Era humilhada por ser evangélica e usar saias e por ser pobre e morar no sítio.
Desde cedo fui incentivada pelo meu pai, que é também é cantor, a gostar de música. Aos 6 anos, ser cantora evangélica já era um sonho na minha vida e batalhei muito para chegar até aqui (ainda tenho muito o que batalhar).
Sou mãe de duas meninas. Casada pela segunda vez, pois perdi meu primeiro esposo em um assassinato (ele era Policial Militar). Ainda por um ano fiquei separada do meu atual marido, mas batalhamos muito para mantermos ...

Continuar lendo>>