Estação das BrumasA Alma dos Temporais1.049 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 4

Contrate

Rafael Oliveda

(51) 8458-0608 | (51) 3575-0414

A Alma dos Temporais

Rafael Oliveda e a coisa umbral

Vou lhe contar quem foi Helena
de encardidos pés descalços
Cabelo sempre embaraçado
sem ninguém para pentear
Na rua nem sempre viveu
mas já estava a muitos anos
(Eu) tocava os lábios desbotados
enquanto o tempo me deixar...
... será que o tempo vai mudar?

Lá vem o temporal...
... será que vai chover?

Trocando sempre de endereço
Catando tocos de cigarro
Havia Crack pra fumar e fome para esquecer...
... o que Helena quer comer?
... será que quer comer?
Vi uma estrela nascer, vi brilhar e se desfazer em pó.
Tenho minha boca costurada mas, adivinhe o que vou lhe dizer?

Me faça um filho
Me beije uma ultima vez
Peque em meu corpo...
... me tenha em suas mãos
Deite comigo
Costure minhas feridas...
... mais uma vez

Juro, não quis lhe ferir
Eu só quis te dar um lar...
...quis fazer você feliz, eu não quis lhe machucar
E lhe ver adoecer foi motivo para chorar
Eu seguro em sua mão, te farei acreditar
Ouvirei seu coração me pedindo para ficar
Sussurrei em seu ouvido;
-"Por favor não vá!!!"

Ouça...
Você pode me ouvir chorar
Ouça...
Você pode me ouvir gritar e bater minha cabeça na parede
... a noite inteira

Ouça...
O desespero de um louco em fingir que está tudo bem e de fato não está
... e há um lobo uivando pertinho daqui
...entoando
...comigo
...a canção

Você pode vir me assombrar de vez em quando
Puxar meus pés na cama por mais de um ano
Não esquecerei os meus remédios
Mas me deixe lhe acompanhar até o cemitério
Até logo
Vá com Deus
... e nunca esqueça de mim

Músicas mais acessadas

Fotos (8)

Release

Precursora do movimento gótico na região do Vale dos Sinos (movimento que surgiu na Europa na década de 80), a banda Estação das Brumas se destaca como o uma das únicas bandas góticas do país que ressalta seus textos em português, abordando como principal tema o amor de forma aterradora, a saudade mergulhada em um turbilhão de dor e solidão, flertando entre a literatura e a poesia, entre a fantasia e a realidade.

Com um figurino elaborado e forte presença performática de palco, a Estação das Brumas se destaca em vários festivais estaduais por apresentar o que realmente pode se chamar de show.

"Na era em que vivemos a predominância da cultura de massa, tentamos apresentar um diferencial, uma opção ao expectador. Ou fazemos assim ou sucumbimos. Optamos pela arte" ...

Continuar lendo>>