Dorgival Dantas18 - PRIMEIRO PASSO931.079 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
cancelar

Seu comentário foi publicado. Visualizar

Iniciando música ~ em
    1 / 56

    7 - CORAÇÃO

    Dorgival Dantas

    Coração, para que se apaixonou
    Por alguém que nunca te amou
    Alguém que nunca vai te amar

    Eu vou fazer promessa
    Para nunca mais amar
    Alguém que só quis me ver sofrer
    Alguém que só quis me ver chorar

    Preciso sair dessa
    Dessa de se apaixonar
    Por quem só quer me fazer sofrer
    Por quem só quer me fazer chorar

    É tão ruim quando alguém machuca a gente
    O coração fica doente, sem jeito até pra conversar
    Dói demais só quem ama sabe e sente
    O que se passa em nossa mente
    Na hora de deixar pra trás

    Nunca mais eu vou provar do seu carinho
    Nunca mais eu vou poder te abraçar
    Ou será se vou viver melhor sozinho
    E se for mais fácil assim pra perdoar
    O amor, às vezes só confunde a gente
    Não sei se com você é diferente
    O amor, às vezes só confunde a gente
    Não sei se com você pode ser diferente

    É tão ruim quando alguém machuca a gente
    O coração fica doente, sem jeito até pra conversar
    Dói demais só quem ama sabe e sente
    O que se passa em nossa mente
    Na hora de deixar pra trás

    Nunca mais eu vou provar do teu carinho
    Nunca mais eu vou poder te abraçar
    Ou será se vou viver melhor sozinho
    E se for mais fácil pra me perdoar
    Mas o amor às vezes só confunde a gente
    Não sei se com você é diferente
    O amor, às vezes só confunde a gente
    Não sei se com você é diferente

    Coração

    Músicas mais acessadas

    Fotos (96)

    Release

    Dorgival Dantas, nome artístico de Dorgival Dantas de Paiva, (Olho Dagua do Borges, Rio Grande do Norte, 05 de janeiro de 1971) é um instrumentista, cantor e compositor brasileiro. De origem humilde, o filho da senhora Francisca de Paiva sempre teve no pai, o senhor Cícero Dantas de Paiva sua grande inspiração e estimulo para tornar-se o consagrado artista que é atualmente.

    Ainda bastante jovem, Dorgival por vezes despertava ao som dos acordes de uma “sanfona veronese” que majestosamente era tocada por seu pai, fazendo com que a melodia adentrasse em sua case junto ao primeiros raios de sol. Por volta dos treze anos de idade iniciou sua longa história junto a sanfona, tocando uma das primeiras músicas de sua vida artística, na época a canção escolhida era interpretada por ...

    Continuar lendo>>