DilóDominadora20.573 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
Iniciando música ~ em
    1 / 5

    Contrate

    Patrick Silva

    (51) 9129-8301

    Dominadora

    Diló

    Eu bato na porta dela, ela bate na minha cara,
    Pistoleira ou princesa, é preciosidade rara.
    Não sei se tenho uma mina ou um tesouro do meu lado,
    Certamente ela é um diamante lapidado.
    Jóia de ouro ou bijuteria lá do paraguai,
    É só ela chegar perto, que a minha casa cai.
    Frenética, bolada, energética na cama,
    Toma uma dose só, já vem dizendo que me ama.
    Sem cobra na cabeça, hipnotiza igual medusa,
    Me atira no colchão, me usa e me abusa.
    Toda linda atirada embaixo da minha coberta,
    Agora a minha vida é uma inconstante descoberta.
    Comandante, general, patroa, minha xerifa,
    Ganhei o prêmio da noite sem nem ter comprado a rifa.
    Agora acompanhado, antes estava sozinho,
    Tenho uma parceira pra dividir o caminho.

    Essa mina, dominou minha letra e meus verso,
    Logo domina o mundo e domina o universo,
    De continente à país, de cidade à estado,
    Deixando o meu peito totalmente dominado.
    Essa mina, dominou minha letra e meus verso,
    Logo domina o mundo e domina o universo,
    De continente à país, de cidade à estado,
    Deixando o meu peito totalmente dominado.

    Casal bem diferente, é julieta e romeu,
    Ela é vossa majestade, eu sou um mero plebeu.
    Com ela eu sou completo, sem ela, não tem mais eu.
    O meu sorriso é dela, o sorriso dela é meu.
    Eu era azarado, do nada fiquei sortudo,
    Pelado, não tinha nada, hoje eu me vejo com tudo.
    Quando tá com ciúme, fica com cara de braba,
    Pronto, num instante, toda minha paz se acaba.
    Não sou o cara perfeito que sua família cobra,
    Mas a sua mãe tem cara de ser minha sogra.
    Minha cara é de bandido, mas ela tá bem cuidada,
    Juntos somos só um e quase que valemos nada.
    Pra nós dois morarmos junto, só tá dependendo dela,
    No castelo, na mansão, no viaduto ou na favela.
    Eu simples da classe média, ela é meio magnata,
    Na igreja toda de branco, eu de terno e gravata.

    Essa mina, dominou minha letra e meus verso,
    Logo domina o mundo e domina o universo,
    De continente à país, de cidade à estado,
    Deixando o meu peito totalmente dominado.
    Essa mina, dominou minha letra e meus verso,
    Logo domina o mundo e domina o universo,
    De continente à país, de cidade à estado,
    Deixando o meu peito totalmente dominado.

    Sou tipo luan santana, dois filhos e um cachorro,
    E tipo o robin hood, por ela eu mato e morro.
    Eu sou preto e branco, e só penso em fazer graça,
    Ela é arco-íris, colorida e logo passa.
    Não tenho dinheiro e nenhum pouco de beleza,
    E nesses mesmos conceitos ela tem muita riqueza.
    O que eu ganhar na vida, não é perto da sua renda,
    Por ela viro cowboy e vou morar numa fazenda.
    Eu sou muito calmo, e calmaria a incomoda,
    Tenho certeza mesmo que essa mina é muito foda.
    A vida que a gente tem, pra mim não interessa,
    Só quero é ficar junto, e pra isso eu tenho pressa.
    Ela pensa muito, eu sou meio afobado,
    Enquanto ela acerta, eu faço é tudo errado.
    Só estamos assim porque esse amor é bonito,
    Parece cena de filme, “juntos até o infinito”.

    Essa mina, dominou minha letra e meus verso,
    Logo domina o mundo e domina o universo,
    De continente à país, de cidade à estado,
    Deixando o meu peito totalmente dominado.
    Essa mina, dominou minha letra e meus verso,
    Logo domina o mundo e domina o universo,
    De continente à país, de cidade à estado,
    Deixando o meu peito totalmente dominado.

    Músicas mais acessadas

    Fotos (9)

    Clipes (5)

    Release

    O rap surgiu na minha vida no momento que eu mais precisava de algo pra suprir a falta que o meu irmão fazia. Desde então, achei no beat, na levada, no flow, na rima, a vontade de viver. Comecei a fazer rima de apaixonado, por uma série de conflitos amorosos que eu tive. Agora
    tamo fazendo rap tipo bicho. A carreira tá curta, comecei em maio de 2014, vamo ver qual vai ser do bagulho mais pra frente.