Digo VieraCoitado desse cara789 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 14

Coitado desse cara

Desconhecido

O cara que falou que o amor morreu
Nunca se apaixonou ou nunca se rendeu
De certo não sentiu o arrepio de um beijo
Não bateu saudade de um louco desejo
Vai ver que esse cara é louco
Ou então ficou traumatizado
Será que seu coração é oco
Pra dizer que o amor ficou no passado

Nunca sentiu o amor intenso e verdadeiro que você me da
Nunca sentiu prazer na hora de amar
Nunca sentiu na pele o que eu sinto por um toque seu
Ainda vai chorar vai se arrepender de tudo que falou
De quantos corações ele se aproveitou
Coitado desse cara que não encontrou você

Músicas mais acessadas

Fotos (2)

Clipes (1)

Release

A história do afinado e lírico envolvimento de Digo Viéra com a música remonta há cerca
de 18 anos, quando ainda morava em Osasco. Apesar de ter crescido ouvindo
predominantemente música sertaneja (e embora sempre tenha ouvido todo tipo e estilo
musical), foi a partir de um passeio de escola, no parque Cemucan, em Cotia (SP), e de
uma despretensiosa reunião com amigos e alguns instrumentos que ficou armado o que
poderíamos considerar o primeiro palco de sua carreira… Dali para frente, não restaram
dúvidas: cantar era o que o faria feliz.
O velho mundo do qual Digo fazia parte começou a ficar pequeno demais para os seus
sonhos. A evolução natural de seu envolvimento com a música o fez repensar sua
ocupação principal com um honrado trabalho como feirante ...

Continuar lendo>>