Contrate

Daniel Bueno

(81) 8767-8832 | (81) 8899-4967

Obrigado, Zé Dantas

Daniel Bueno

O brasil todo conhece
Os poemas de zé dantas
As belas canções são tantas
Que o sertão todo agradece

Sabiá e acauã, paulo afonso e algodão
A volta da asa branca, o abc do sertão
Vem morena, minha fulô
Pra lenda de são joão
Vem pra cá cintura fina
Dance o xote das meninas
No forró de zé antão

Os sucessos de zé dantas
Todo mundo canta e dança
No forró de mané vito
Farinhada, imbalança
E o riacho do navio
Nunca me sai da lembrança

Riacho do navio, corre pro pajeú...

Músicas mais acessadas

Fotos (17)

Release

Daniel Bueno nasceu em Carnaíba, no Vale do Pajeú, Alto Sertão Pernambucano. Quando menino costumava ouvir toadas, xotes e baiões de Luiz Gonzaga e se identificava com as mensagens e os lamentos telúricos do Rei do Baião, como Vozes da Seca e A Triste Partida. Também gostava de ouvir Trio Nordestino, Jacinto Silva e Marinês. No sítio do avô, seu Badu, muito cedo vivenciou o cotidiano rural: cortou palma pra gado, catou algodão, debulhou milho e feijão, tangeu gado, fez ordenha, dirigiu carro de boi, rezou novenas, plantou e semeou.

Aos 11 anos, mudou-se para Afogados da Ingazeira, cidade vizinha, onde estudou o Ginásio e o Científico. Aos 15 anos, começou a trabalhar como repórter e produtor na Rádio Pajeú. Nessa época já compunha músicas e tocava violão. Aos 24 ...

Continuar lendo>>