Contrate

Água Benta

Oswaldo Pacheco

A tua língua é guilhotina
A tua língua é armadilha
E a tua saliva tem gosto de gasolina
Que pega fogo se encosta na minha

A tua língua na minha língua é bola e rede
A tua língua na minha língua é água e sede
Água benta, é leite de pedra, vinho do porto
Água de cheiro, baba de moça, água de esgoto
Água viva, água de côco
Aguardente, água de chuva, água de poço

A tua língua é indecente
A tua língua não te pertence
A tua língua passeia
entre os meus dentes
A tua língua é o veneno
Do ocidente

A tua língua na minha língua é bola e rede
A tua língua na minha língua é água e sede
Água benta, é leite de pedra, vinho do porto
Água de cheiro, baba de moça, água de esgoto
Água viva, água de côco
Aguardente, água de chuva, água de poço

A tua língua é intrigante
Não me arruína não me garante
A tua língua é risco constante
A tua língua é o flagelo do meu instante

A tua língua na minha língua é bola e rede
A tua língua na minha língua é água e sede
Água benta, é leite de pedra, vinho do porto
Água de cheiro, baba de moça, água de esgoto
Água viva, água de côco
Aguardente, água de chuva, água de poço

Músicas mais acessadas

Fotos (8)

Clipes (24)

Release

A banda curitibana Circo Voador teve início no ano de 1999. Naquela época, o repertório do quarteto era baseado em clássicos do Rock Nacional dos anos 80, o BRock: Paralamas, Titãs, Ultraje, Legião, Barão, Ira!, entre outros foram as grandes influências do grupo.

Pouco tempo depois, com a adição de um novo guitarrista, o Circo passou a ser um quinteto e ganhou uma nova sonoridade. Novos caminhos se abriram, incluindo o autoral, e a banda começou a ganhar destaque, refletindo em apresentações nas principais casas de shows do Paraná e Santa Catarina.

Em 2005 a banda lançou o primeiro disco autoral, Circo Voador, pelo selo gaúcho antídoto. Nesta etapa a banda também ganhou destaque em sites nacionais - como o msn.com, indicação “Melhor Vocalista Rock” no Prêmio Saul Trumpet da ...

Continuar lendo>>