Contrate

Luan Promoções

(81) 2138-7900 | (81) 9918-0051

Telefone fora de área

---

Ai, como eu queria estar perto de você!
Não agüento mais um só minuto sem te ver!
Por que foi embora? Volta!

Tudo está tão triste desde que você se foi.
São tantas lembranças que eu tenho de nós dois.
Onde está você?

Quando chega à noite bate aquele desespero.
Rolo pela cama agarrada ao travesseiro.
Não dá pra segurar!

Pego o celular na esperança de encontrá-lo.
Mas a ligação me diz que está fora de área.
Quero te amar!

Ai, que vontade de ficar com você.
Em uma palavra só queria dizer:
Eu te amo, te amo, te amo!
Quero falar olhando no seu olhar,
E dar um fim nessa saudade que está,
Queimando, queimando, queimando.

Magníficos...

(Valquíria)
Eu quero convidar aqui Edu e Maraial,
Pra cantar com a gente, simbora.

(Edu e Maraial)
Obrigado Valquíria, obrigado Banda Magníficos!
Se é pra chorar, a gente chora!

Quando chega à noite bate aquele desespero.
Rolo pela cama agarrado ao travesseiro.
(Valquíria)
Não dá pra segurar!

(Edu e Maraial)
Pego o telefone na esperança de encontrá-la.
Mas a ligação me diz que está fora de área.
(Valquíria)
Quero te amar!

Ai, que vontade de ficar com você.
Em uma palavra eu só queria dizer:
Eu te amo, te amo, te amo!
Quero falar olhando no seu olhar,
E dar um fim nessa saudade que está,
Queimando, queimando, queimando!

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (2)

Fotos (15)

Clipes (1)

Release

Tudo começou a mais de dez anos atrás na cidade de Monteiro, interior da Paraíba, quando José Inácio da Silva (Jotinha), ganhou de presente do seu pai uma pequena sanfona de apenas 60 baixos. Empolgado com o presente, aprendeu as primeiras notas musicais e a tocar alguns clássicos do forró como: "Asa Branca,"Mulher rendeira", entre outras.

Contagiados pela música e incentivados por Jotinha, os irmãos Josivaldo, Van e Neno, também aprenderam a tocar alguns instrumentos musicais, passando a animar festas em sítios e salões da cidade.

Todos começaram a trabalhar aos oito anos de idade, engraxando sapatos, carregando feira em carroça e vendendo picolé. Com quinze anos, Jotinha conseguiu um emprego como menor estagiário no Banco do Brasil de Monteiro-PB. Todo dinheiro arrecadado tinha destino certo: Investir na carreira ...

Continuar lendo>>