Ás Vezes

Fagner P. S. Sustenido

Há poeira sobre meus livros, não tenho asas, não tenho filhos
A minha alma não sorri mais como sorria à dez anos atrás

As vezes quero ver as pessoas mais felizes, as vezes finjo que não sinto dor
Ás vezes busco reencontrar minhas raízes, mas quase sempre esqueço que sou

Não há sucessos entre os meus discos, não tenho medo de correr alguns riscos
E nós nascemos para nos amar, como se amaram outros antes do outono acabar

As vezes quero ver as pessoas mais felizes, as vezes finjo que não sinto dor
Ás vezes busco reencontrar minhas raízes, mas quase sempre esqueço que sou

Músicas mais acessadas

Agenda de shows

Álbuns e Singles/EPs  (7)

Fotos (13)

Clipes (3)

Release

Trecho da Biografia da Banda Fá Sustenido no website oficial

…Todo adolescente que curte rock sonha em tocar em uma banda, e nós não éramos diferentes.

Mas então surgiu um problema… não tinhamos instrumentos, nem aparelhagem nenhuma. Eram quatro violões.

E, devolta aquele dia pacato, na brincadeira de escolher o nome da banda, nada parecia se encaixar.

Pensamos em algo músical, um diminuto talvez…

aí eu pensei e o Felipe falou, simultaneamente : Fá Sustenido!

Isso por causa do F no início dos nossos nomes, tanto que o Everton nunca concordou e o Sandalo nem ligou, ele não ia ficar na banda mesmo…